Visualizações de páginas no último mês

Amazon MP3 Clips

sexta-feira, 25 de março de 2011

Breathe me - Sia



EDITH STEIN (Santa Teresa Benedita)

“Não me interessa qual é o teu modo de vida.

Quero saber o que anseias, e se ousas sonhar conhecer os desejos do teu coração.

Não me interessa que idade tens.

Quero saber se arriscas procurar que nem um louco o amor, os sonhos, a aventura de estar vivo. Não me interessa saber quais os planetas que estão em quadratura com a tua lua. Quero saber se tocaste o centro da tua própria dor, se estiveste aberto às traições da vida ou se te encolheste e te fechaste com medo de outros sofrimentos! Quero saber se consegues sentar-te com a dor, a minha ou a tua, se te mexeres para te esconder, disfarçar ou compor. Quero saber se consegues viver a alegria, a minha ou a tua; se consegues dançar com loucura e deixar que o êxtase te encha até às pontas dos pés e das mãos sem nos advertires para termos cuidado, sermos realistas, ou nos relembrares as limitações de ser humano. Não me interessa se a história que me contas é verdadeira. Quero saber se consegues desapontar o outro para seres verdadeiro contigo mesmo; se consegues suportar a acusação de traição e não atraiçoares a tua própria alma.

Quero saber se consegues ser fiel e, por isso, digno de confiança. Quero saber se consegues ver beleza mesmo num dia não muito bonito, e se consegues alimentar a tua vida da presença de Deus. Quero saber se consegues viver com o erro, teu e meu, e mesmo assim ficar de pé à beira de um lago e gritar à Lua prateada, «Sim!».

Não me interessa onde vives nem quanto dinheiro tens. Quero saber se, depois de uma noite de dor e desespero, exausto, dorido até ao tutano, consegues levantar-te e ocupares-te das necessidades das crianças.

Não me interessa quem és, como chegaste aqui.

Quero saber se permaneces no centro do fogo comigo sem te ires embora.

Não me interessa onde ou o quê ou com quem estudaste.

Quero saber o que te sustém interiormente quando tudo o mais cai à tua volta.

Quero saber se consegues estar só contigo mesmo; e se verdadeiramente gostas da companhia que tens nos momentos vazios”

Hope There's Someone



Morreste-me

Morreste-me!!!

Miguel, sabes, tu que escrevias tão bem, ajuda-me agora que eu não sei o que te dizer e tenho tanto dentro de mim a fervilhar!!….

Saudade…Não, não é saudade, saudades tuas sempre as tive pois raramente saías do teu monte alentejano e aparecias por estes lados…..

Lembras-te???

Uma vez caiu um bebé coruja de um pinheiro que lá tinhas, puseste-a numa caixa e vieste à minha casa (dos meus pais) e ofereceste-ma!!:)))) A coruja era tão gira com aqueles olhos enormíssimos, amarelos como holofotes!!!.... Criámo-la durante uns tempos e depois soltámo-la. Que será feito dela??? Foi há quanto tempo?? 32 anos???

Lembras-te Miguel, quando me ias cavalheirescamente buscar a casa para ir ao cinema e à discoteca?? E na discoteca dançavas… Ui…. Só me fazias lembrar o MIck Jagger!!!

Eras lindo, Miguel: alto, loiro, uns olhos azuis do tamanho deste mundo e do outro!!!!

Fomos colegas de liceu durante uns anos e a vida separou-nos quando eu fui para a faculdade… Mentira… A vida foi-nos separando aos poucos quando tu enveredaste por caminhos que não eram os meus…. Nunca te condenei e tu sempre me respeitaste. Quando saíamos juntos e ias fumar cigarros “diferentes”, nunca o fazias à minha frente.

Um dia foste visitar-me a Évora, fiquei tão feliz!!!.... E tão chateada quando a meio da discoteca desapareceste para ir fazer aquelas coisas que não fazias comigo ou na minha presença….

Jamais esquecerei um dia em que me convidaste para ir a tua casa e me leste as tuas poesias que me deixaram… absolutamente siderada!!! Escrevias extraordinariamente bem!! Desperdiçaste tanto talento…. Tanto talento Miguel!!!

E é tão triste saber que a culpa não foi tua!!!!!!

Como pode uma criança resistir à perda do pai na infância, e à presença de uma mãe exigente e distante???.......

Falavas imenso do teu pai e da admiração que tinhas por ele.. Confessavas muitas vezes as incompatibilidades com a tua mãe…. Já eras um solitário há 40 anos…

Depois casaste com uma miúda bem mais nova… Que eu sabia que não tinha nada a ver contigo. Tiveste um filho que adoravas…e que a vida ou a tua ex, afastou de ti… Já eu era professora e ias à escola saber do teu filho, eram os poucos momentos em que te conseguias aproximar dele.

Divorciaste-te e isolaste-te no teu sagrado Monte.

Deixei de conhecer as tuas amizades, nunca nos quiseste misturar; quando se tem muito dinheiro, tem-se muitos amigos… E tu nunca te coibiste de viver na “red line” o tempo todo.

Havia em ti, ndubitavelmente, o fascínio pelo abismo...Como quando mergulhaste de cabeça no açude e foste parar ao hospital em risco de vida ou ficar paraplégico....

Das últimas vezes que te vi, estavas lindo como sempre, mas muito magro, prematuramente envelhecido. Mesmo assim, os teus olhos enormes radiografavam-me e…eu não precisava de contar nada: tu percebias tudo!

Em 2001/2002 tivemos uma passagem de ano juntos… Dançámos… Acho até que nos beijámos!…. Mas eu sabia que o caminho da minha vida não cruzava com o teu e… delicadamente tirei-te as hipotéticas ilusões.



Hoje, a minha melhor amiga de infância telefonou à hora de almoço…Para me dizer que tu tinhas partido.

Saí da escola para ir à tua missa… As flores escolhidas pela tua única família, uma irmã que vivia longe eram malmequeres do campo.

Como disse o Padre, “somos folhas levadas pelo vento….”. E o Espírito Santo sopra por onde quer.

Alguém me disse que sofrias e sofreste muito nos últimos tempos. Mas..nunca te queixavas. Como um príncipe, nunca te permitiste uma queixa!

Penso que terás partido sozinho, provavelmente lá no Monte, no primeiro dia de Primavera… Ninguém me soube bem explicar de quê, nem tive coragem de perguntar à única pessoa da família que vi na Igreja.



Fiquei a pensar que com a quantidade de amigos que perdi nos últimos 10 anos, já dá para fazer uma turma, lá no Céu.



Obrigada Miguel pelos poemas que lemos juntos na nossa adolescência, pelos livros que comentámos, pelas músicas que ouvimos e dançámos.

Obrigada Miguel por teres passado na minha Vida como uma brisa suave e profunda, com cheiro a campo, a Primavera, a malmequeres e a giestas.



Isabel

Genesis - the Carpet Crawlers live

pachelbel's Canon in D--Soothing music(the best version)

segunda-feira, 14 de março de 2011

Perguntaram-me porque sou monárquica.



Resposta ao M..... que me pergunta o porquê de ser monárquica:
1. Ninguém em Portugal votou para ter República. A dita forma de chefia de Estado foi imposta através do assassinato de seres humanos inocentes. Não foi decidida por eleição do Povo;
2. Fui criada por avós maternos e paternos profundamente monárquicos que sempre me ensinaram a respeitar os valores da Monarquia e me mostraram em recortes de jormais da época, a dor da Nossa Rainha Dona Amélia_ algo que me impressionou profundamente, aquela imagem de uma senhora coberta de veus negros...(tinha 5 anos qdo a avó materna me mostrou);
3. Um Rei/Rainha é suprapartidário, logo é um árbitro que não está dependente de qualquer partido nem tem medo de perder eleições. Sou defendsora de uma Monarquia moderna e constitucional, obviamente.
4. Os países mais evoluídos e estáveis da Europa são sem dúvida monárquicos: Suécia, Noruega, Holanda, Dinamarca, Luxemburgo, Liechenstein, Inglaterra, Mónaco....
5. Se a Monarquia fosse algo anacrónico será que esses povos tão evoluídos não teriam já "mudado" para a república?
6. Tenho o privilégio de conhecer pessoalmente o Senhor Dom Duarte que é uma pessoa moderna , assertiva, com ideias muito próprias e extremamente modernas e ecológicas: _ Já li 3 biografias dele e centenas de entrevistas e artigos publicados em diversas revistas, jormais etc.
7. O Sr Dom Duarte sempre se revelou um democrata e se ele tivesse prosseguido as suas ideias que tentou implementar quando foi piloto de helicópteros em Angola não teríamos tido a desgraça de descolonização que tivemos!!
Por tudo isso e mais alguma coisa que não me lembre...... VIVA O REI!
VIVA PORTUGAL!

Isabel

quarta-feira, 9 de março de 2011

Flutuar........


Tornei-me muito mais feliz quando desisti de "encomendar" o destino e me entreguei ao sabor leve e suave da brisa que empurra as ondas que me embalam.

Isabel

Feminina ou Feminista????


Somos feministas ou femininas???

Vou contar-vos uma história, a minha história.
Quando me divorciei o meu ex marido prosseguiu com a sua carreira profissionall ascendendo, graças a Deus, ao êxito que tanto ambicionou. No entanto, o seu telefone passou a estar desligado a partir das 10 da noite e eu fui algumas vezes, sózinha, para Lisboa..., com as miúdas no carro para o hospital!! E ele só soube no dia seguinte!
Concorri para fazer um mestrado, no qual fui aceite ( ISPA - etologia) e optei por recusar porque além do meu trabalho, tinha as minhas filhas comigo e dificuldades financeiras.
Mas não estou aqui para falar de mim: enquanto houver mulheres abatidas e batidas como gado, por seres que apenas têm mais músculo do que elas, enquanto as mulheres forem prejudicadas na carreira e na ascensão a altos cargos nas empresas ou na política apenas por serem do gênero feminino, serei feminista!!!!
E vós homens?? Será que deixam sair sózinhas à noite as vossas filhas com a mesma tranquilidade com que deixam os vossos rapazes??....
Feminina ou feminista??
É verdade que adoro conduzir a alta velocidade, pôr um capacete e blusão e andar de moto e que sou apaixonada por cavalos! É verdade que adoro apreciar um bom vinho na companhia de amigos e que até tirei um curso "de homens"...Mas não saio de casa sem um lápis nos olhos, um lipstick ou uma água de colónia.
SO WHAT?????....
Todos diferentes como é natural!! Que bom termos mais estrogêneos e vós, "machos", mais testosterona!!
A Natureza ou Deus (como cada um queira), sabe o que faz!!!:)
Todos diferentes nas idiossincrassias inerentes ao género... Mas todos iguais no que concerne aos direitos!!!!! Certo?
Corrijam-me se estiver enganada.

terça-feira, 8 de março de 2011

8 de Março de 2011

http://www.youtube.com/watch?v=xiU042g-VkI