Visualizações de páginas no último mês

Amazon MP3 Clips

segunda-feira, 26 de abril de 2010

NÃO DEVIA IMPORTAR-ME TANTO????....


Não devia “importar-me” tanto.

Vamos lá falar a sério um bocadinho??
Há paciência desse lado??
Ora cá vai:
_Hoje, lá arranjei coragem e fui à minha médica de família depois de acabar as aulas.
Sabia que ia “apanhá-la” nas urgências e que me arriscava a apanhar um raspanete por aparecer sem consulta marcada…Mas “marcar” para ir lá daqui a 2 meses, de facto… não valia a pena.
Andar há 3 anos a arrastar um “esgotamento” não é para qualquer um e a semana passada senti-me a chegar ao limite.
Simplesmente tinha ataques de pânico ao entrar na sala de convívio de alunos, o meu local de trabalho era o último sítio onde me apetecia estar e na verdade só me apetecia era fechar-me em casa e dormir 3 meses, qual Princesa Adormecida.
Depois de duas noites carregadas de pesadelos, (apesar da camada de ansiolíticos ao jantar), cheguei a um ponto em que o meu corpo, ou o meu cérebro esgotado, me obrigou a parar.
Não tive iniciativa para procurar um amigo/a ou sequer para ir à Igreja. Só queria ter sossego e não ver nem ouvir ninguém.
Não há pessoas insubstituíveis, eu sei, mas estou consciente que não me posso dar ao luxo de ter um “esgotamento”: tenho 2 filhas adolescentes, uma turma que vai fazer provas de aferição de Matemática e um pai solitário.
Lá arranjei forças para ir ter com os meus amigos de faculdade no sábado, para rir, para beber uns copitos…e para ir trabalhar na 2ª feira.
Fez-me bem aquele sábado no campo.
Fizeram-me bem estes dias primaveris.
Hoje lá fui, tremeliques por todos os lados, intolerante aos barulhos, com tonturas, respirei fundo e …sobrevivi.
Depois de ter exposto a situação à médica, saí de lá com umas vitaminas e um novo antidepressivo para alternar com o actual.
Ao jantar li o folheto do “recaptador de serotonina”, (paroxetina que vou alternar com a reboxetina).
Depois de ler a bula do medicamento…Fiquei com a sensação que os meus sintomas tanto podem dever-se ao estado de ansiedade que arrasto há anos, como ao oceano de serotonina em que devem estar a boiar os meus neurónios!...
Maldita indústria farmacêutica!! Não morremos do mal… matam-nos da cura.
Enfim, vamos ver.
O facto é que há pessoas que descobrem os benefícios da meditação; como eu não consigo “esvaziar o pensamento”, rezo para adormecer, Deus me perdoe mas ultimamente só consigo adormecer a rezar…
Será uma chamada de atenção?
Não sei. Sei que funciona. E sei que com a força Dele, hei-de superar estes momentos….Como diz o meu “amigo” Emídio, depois de me perdoar a mim mesma. Depois de aceitar as minhas fraquezas e fragilidades…
Mas isso é outra conversa.
Mais uma vez, contra os conselhos dos meus amigos, vi o “maldito” telejornal.
E mais uma vez me indignei: então a TV do Irão considera a RTP imoral??LOL))
Então aqueles tipos que tratam as mulheres abaixo de cão, que praticam poligamia, têm a distinta lata de nos considerar… imorais??
Apesar da minha área não ser a História,_(de todo)_, sei que não fomos exemplares nas Cruzadas. Sei até, que o lendário Ricardo Coração de Leão, foi um sanguinário do pior e que o celibato do Clero foi “imposto” por um Papa, de modo a que os bens da Igreja não se desperdiçassem nas famílias do referido Clero mas se mantivesse na Igreja…
Sim, não me repugna nada que os padres possam casar e constituir família!! Sim, não me repugna nada ver uma Mulher a celebrar uma Missa!
Católica me confesso, mas feminista e moderna me assumo.
Que eu saiba, e me contrarie quem entender, nunca Jesus Cristo disse que um sacerdote tinha que se manter celibatário…
É verdade que Ele disse que “quem não abandonasse pai e mãe para o seguir, não tinha verdadeiro Amor” ou algo parecido. Mas creio, na minha modesta interpretação que se estaria a referir ao desprendimento pelos bens terrenos que os seus verdadeiros seguidores devem ter….Assim como todos nós….
De qualquer modo…Não imagino Jesus Cristo a voltar à Terra e a instalar-se no Vaticano.
Imagino-o mais num bairro de lata ou num cenário de Guerra confortando os doentes, os feridos, os órfãos, os desvalidos deste Mundo por quem Ele Tudo fez!...
Mas voltando ao telejornal, é enervante saber que em Paris uma mulher apanhou uma multa de 22 € por conduzir de burka, (coitada, não devia ver nada), e depois descobrir-se que o marido da senhora tinha mais 3 mulheres…e apesar de nascido argelino, tinha nacionalidade francesa!!! Ora como a poligamia é ilegal em França, o homem está em maus lençóis….
Vai daí, o argelino naturalizado francês, pôs o Estado em tribunal, Estado esse que quer arranjar maneira de o devolver à procedência!!
Oh ! Por amor de Deus!! Tenham dó!
Então a jornalista portuguesa em Teerão tem que cobrir a cabeça e os Iranianos na Europa querem manter-se tapados????
Estranho Mundo este….
Ou será que sou eu que sou estranha????

Isabel