Visualizações de páginas no último mês

Amazon MP3 Clips

quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

Dia 23 de Dezembro do ano da (des) Graça de 2010


1. No meu 1º dia de férias Natalícias, levanto-me a correr, tomo um duche, passo no cabeleireiro para dar um jeito ao cabelo, pego na minha filha mais nova e vou a Lisboa buscar o remédio para o pai, à farmácia do Hosp de Santa Maria.

Chego lá, estaciono no parque pago do hospital, tomo um café com a Filipa e um amigo meu que teve a simpatia de me ir dar um beijinho de Boas Festas antes de seguir em trabalho para Gaia, e vou para a farmácia do Hospital.

Tiro senha_ 20 pessoas à minha frente. Não é mau.

Enquanto esperava fui falando com outras pessoas q lá estavam para levantar medicamentos, tal como eu. Conversa puxa conversa e eu refiro que sendo de Coruche é uma maçada ter que ir todos os meses áquele sítio para ir buscar um medicamento caríssimo.... E perguntei porque é que eles não podiam fornecer mais do que uma caixa para eu poupar as viagens mensais. Responde uma senhora: " Olhe, eu trabalho aqui e já fiz essa mesma pergunta! E sabe o que é que eles responderam?? Que a pessoa pode morrer entretanto e ficar com medicamentos a mais em casa!..E como são caros!..." (!!!!!!!!!!!)

_ E se a pessoa morrer a meio da caixa??......_

Não terá passado pela cabeça ao ministério da saúde fazer uma espécie de um contrato em que, no caso dos medicamentos sobrarem, possam ser devolvidos??.......

2. Quando me despacho do hospital, vou ao Freeport fazer compras e fico de "cara à banda"!! O maior outlet da Europa com os carros todos empilhados à"porta".... e o resto do enorme parque vazio!! Todos os lugares para deficientes ocupados por pessoas sem qualquer deficiência...a não ser a falta de força para carregar as compras!!! Percorro o parque e vejo vários lugares vazios onde o meu carro não cabe: os outros estavam estacionados de viés , de esguelha, ocupando 2 lugares!!!!!!!!! Só pensei: Meu Deus! Que País de selvagens!! Será assim no resto da Europa ou só nos países latinos??..... Informo o segurança , (havia imensos), que me dizem que, infelizmente, aquela situação é normal em épocas destas!! _E depois... eu sou multada se vou a 140 onde devia ir a 120!! Se eu vou a 140 numa estrada boa, só ponho em perigo a minha vida, não faço ultrapassagens perigosas e só acelero qdo a estrada permite!!!!_...Enfim, num País com um civismo destes, os Socas têm mesmo q ganhar eleições!!!

3. Ontem à noite antes de deitar li no jornal Público que desde Janeiro até Agosto se praticaram 13 mil e tal abortos!!!! O dobro da população de Coruche foi abortada!!...Mas este povo nunca ouviu falar em preservativos, pílulas, DIU's??........


Fico completamente estupefacta: a pílula abortiva é perigosíssima devido à enorme carga de hormonas que lança no organismo feminino ...e há quem a use mais do que 2, 3 e 4 vezes por ano! O aborto cirúrgico é uma intervenção (cirúrgica), paga COM OS MEUS IMPOSTOS! É TÃO PERIGOSA COMO QUALQUER CIRURGIA!!!!!!!! IMPLICA ANESTESIA, RASPAGEM, EU SEI LÁ O QUE MAIS!!!!

E OS MÉDICOS QUE DEVERIAM ESTAR A TRATAR DE PESSOAS VIVAS ESTÃO A MATAR??

E GINECOLOGISTAS QUE DEVIAM ESTAR A TRATAR CANCROS DA MAMA, OVÁRIOS, ÚTERO PÕEM ESSAS PESSOAS EM LISTA DE ESPERA POR "ISTO"??

..... PARA JÁ NÃO FALAR DA PARTE MORAL DA QUESTÃO!!....



MORAL??? FALAR DE MORAL PARA QUÊ... AINDA POR CIMA NO NATAL!!?????



iSABEL...

domingo, 19 de dezembro de 2010

AMAR... É DAR PODER.


Amar é dar poder aos outros sobre nós: é por isso que assusta tanto.



Quando amamos, estamos sujeitos a ser magoados e ninguém gosta de esfolar os joelhos...

É por isso, também, que os filhos, que são quem mais amamos, nos magoam tanto. Dos filhos, nunca nos divorciamos.



Hoje em dia conheço cada vez mais pessoas que fogem do amor e da paixão como o diabo da cruz..com a desculpa de que:

1. Não querem compromissos e "ter que dar satisfações" a alguém;

2. Não têm condições económicas para manter um namoro_ por vezes vivem longe e a gasolina está cara;);

3. Trabalham demais e vivem de tal maneira vocacionados para o trabalho que não sobra tempo para nada mais;

4. Têm apenas ...medo.... porque alguma paixão mal sucedida os traumatizou....



Isto verifica-se em ambos os sexos: sei de mulheres que estão numa discoteca e dizem: _" está ali um gajo bom, vou comê-lo!"_



Quem sou eu, para julgar quem utiliza os outros como um "bitoque" para tapar um ratito no estômago??.... Ninguém.

Simplesmente não me satisfaço com bitoques ou pastilhas elásticas para enganar a Fome... De amor.

Todos a têem : Muitos a negam, poucos a reconhecem.



E isto começa a ser preocupante!!

Não sei como há tanto psicólogo sem clientes!!Juro que não percebo!!

Se este País fosse governado por "pessoas" inteligentes, a psicoterapia seria comparticipada e uma especialidade presente em todos os centros de saúde.



Isabel

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

MULHERES e homens


Só a algo que se teme muito, se tenta de todos os modos "esconder", "destruir", abafar a voz, impedir a liberdade.

Sim, nós mulheres metemos medo: sempre metemos medo e continuamos a assustar os homens.



Supostamente as enormes quantidades de androgéneos e testosterona dão-lhes músculos, força, agressividade.

Mas eles, continuam a ter medo.



Relembremos as chinesas, durante séculos, obrigadas a atar os pés ao nascimento, impedindo-as de caminhar normalmente, partindo-lhes todos os ossos.

Lembremo-nos da política chinesa do filho único, VARÃO, claro está, e da quantidade exorbitante de meninas abortadas..ou abandonadas após o nascimento. Assim, hoje a China é um País onde há muito mais homens que mulheres: para casar vêem-se "obrigados" a raptar mulheres nas aldeias ou a procurá-las no estrangeiro...



Lembremo-nos da Índia onde após o casamento, a mulher é pertença do homem e da sua família e como objecto tratada, chegando a ser queimada viva quando não agrada ao marido ou à sogra....

Lembremo-nos dos Países árabes com as proibições de estudar, conduzir, exercer uma profissão, sair à rua sem um familiar masculino..e a obrigação de permanecerem tapadas para não suscitar os "ímpetos" androgénicos masculinos...



Lembremo-nos da Europa, onde há 50 anos, as mulheres não votavam, só conduziam ou trabalhavam quando os homens iam para a guerra.... e os estudos universitários estavam fora de questão....

Relembremos as nossas mães e avós, obrigadas a adoptar o nome do marido, não podendo ir passear com os filhos a Espanha sem autorização do marido...Marido que podia ler as suas cartas e violar a sua privacidade....



Relembremo-nos que a Constituição espanhola, já nos anos 70 consagrou a preferência do "macho" ao trono, mesmo existindo irmãs mais velhas!!



Relembremos o célebre Concílio em que se decidiu que sim, a Mulher tinha Alma....

Infelizmente para mim, católica, relembremos o impedimento da Mulher ao ministério do sacerdócio.... Quando Cristo Ressuscitado apareceu em toda a sua Glória, em primeiro lugar, às mulheres!



Este pavor ancestral revela um medo da castração, da inferiorização perante a mulher.... Sim.... Porque os homens envelhecem mais ... E nota-se mais....e sentem-se inseguros porque nunca conseguem ter a certeza que os filhos que suas mulheres pariram foram fecundados por eles....

(Bem, lá estou eu a misturar a Biologia com isto tudo por isso fico-me por aqui).



Isabel

terça-feira, 16 de novembro de 2010

CAVASOCAS


Às vezes assalta-me o Espírito uma dúvida!!


Será que o Socas sabe que é tão odiado??

Ninguém lhe diz q milhares de pessoas, dizem "cobras e lagartos" dele, e com toda a razão??

Mas o "homem" não se "enxerga"???

Não tem vergonha??....

Não frequenta os facebooks deste país, os cafés, as lojas, as escolas, os hospitais???

Em que mundo viverá tal criatura para continuar a respirar, sendo tão odiado??



Nunca apanhou um mail com a "biografia" dele ou a história da fortuna da sua mãe??...

Não se defende??

Não defende a honra??

Que raio de ser é este??

Será da família dos vermes ou dos rastejantes descerebrados??....



Lembro-me que quando saiu a história da "licenciatura" dele, pensei: _ " Bem se isto acontecesse comigo, punha toda a gente em tribunal até provar que sou uma pessoa idónea e que me licenciei honestamente!!"....

Porque é que ele não fez nada para se defender, a não ser armar-se em arrogante, e enterrar-se ainda mais??



Sou governada por um Xico-esperto?? Eu que vivo do meu trabalho, pago os meus impostos, assim como os meus pais sempre o fizeram e antes deles os meus avós??....

Como é que o nobre Povo português aceita ser governado por um ser sem coluna vertebral??

Por um tipo que se contradiz constantemente, que não tem outro objectivo na vida a não ser servir-se a si mesmo??

Um fulano que não fez nada na vida a não ser assinar meia dúzia de "maisons" desenhadas por outros. e trepar com garras e dentes dentro de um partido??



E o Cavaco?? Gaba-se a si mesmo com uma "lata" incrível: _" se não fosse eu isto estava muito pior!!"_



Ai estava?? Então como??

Que fez o Cavaco dos rios de leite e mel que escorreram nos bons velhos tempos da CE??

Que fizeram os seus ministros, nomeadamente da Agricultura...Para terem que devolver "a massa" e a nossa Agricultura ser...O que é hoje??



Juro, juro mesmo, que isto ....

ISTO ESPANTA-ME!!!!



Isabel

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Voz: FACUNDO CABRAL "No estas deprimido, estas distraido" HQ

Conversas "ajantaradas"


Costumamos jantar na cozinha, a ver o Mational Geoghrafic na RTP2.

Todas partilhamos o amor pelos animais e uma grande admiração pelo espantoso funcionamento da Natureza.

Hoje o cientista explicava que a girafa, que tem um pescoço de 3 metros, para beber água, baixa a cabeça mas levanta-a com rapidez sem sentir tonturas.

Imaginem os litros de sangue que afluem áquele pequenino cérebro!! Então, elas possuem um mecanismo venoso, (ou seja, válvulas nas veias do pescoço), que lhes permite que o sangue retore normalmente ao corpo, quando a cabeça é levantada.

Eu estava a explicar às minhas filhas o funcionamento do sistema circulatório destes animais_ que tal como os cavalos têm veias nas pernas que lhes permitem estar horas e dormir de pé sem ganhar varizes)-, e comentei: " Vejam como Deus fez as coisas bem feitas!!!"

Responde a Filipa: " Não fez não! Criou o Homem que destrói os ecossistemas todos! Então se Deus é bom porque é que não fez os homens bons?"....

E só me ocorreu responder a esta pergunta, de uma miúda de 13 anos contestatária: _" Porque Deus, deu ao Homem o livre arbítrio!!"_

Responde ela muito depressa: "Então, Deus não devia ter dado!"

Aí, raciocinei rapidamente e saiu-me da boca para fora: _" Se Deus tivesse criado os homens todos iguais, todos "bonzinhos", teria criado um grupo de robôs!"_.



A Filipa olhou para mim com aqueles olhos enormes, calou-se....e percebi que me deu razão.



Olhem o que a propósito de girafas, se descobre sobre os seres Humanos, hein?......



Isabel

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

A lei do eterno retorno


DEUS É AMOR, E COMO TAL NÃO CONHECE O SIGNIFICADO DA PALAVRA "VINGANÇA".

No entanto, tal como nos boomerangs, o mal que fazemos, retorna a nós.
Quando enganamos, aumentamos o Ego à custa de minimizar " o outro", quando pensamos que "gozamos", quando nos rimos à custa do outro, quando odiamos.... é a nós mesmos que estamos a odiar, é connosco mesmo que estamos a gozar, é a nós próprios que estamos a mentir...E a maldade, acaba sempre por cair como um manto, a cobrir-nos a vida.


Isabel

sexta-feira, 8 de outubro de 2010

Sobre o Amor


Não vale a pena...Não resulta; não quero mais tapar os buracões da minha Alma com pensos rápidos.

Olho para o abismo...Mas é o abismo que me fita.

_ Não sei onde li isto, mas sei que é assim,_

A vertigem da solidão leva-me a saltar sem pára-quedas...E saltar sem pára-quedas, é partir-me toda...E olhar-me ao espelho e perguntar: " quem sou eu? Que andei a fazer?? A quem quis enganar?? A mim mesma??!! Aahhahahah!! É difícil!...."



Basta de enganos; basta de entreténs enquanto a verdade não surge.

Ao fingir que gosto, de quem não gosto a sério, deixo de gostar de mim.

Tudo tem um preço na vida: o verdadeiro amor é caríissimo...!!!

Mas mais vale esperar, que perder-me de mim mesma com imitações baratas...Que saiem tão caras à minha sanidade mental e à minha Consciência!

domingo, 3 de outubro de 2010

Moldura


TENHO NA MINHA SALA UMA MOLDURA VAZIA, LINDA.
À ESPERA DE UMA FOTOGRAFIA, LINDA.
ESTÁ VAZIA HÁ MUITO TEMPO....E AGORA QUE ME HABITUEI A VÊ-LA ASSIM, CREIO QUE NÃO HÁ FOTOGRAFIA DIGNA DA DITA MOLDURA.


Isabel

quinta-feira, 30 de setembro de 2010

OBRIGADA, SÓCRATES, POR NOS TERES TIRADO O ABONO DE FAMÍLIA!!!!


SABEM PORQUE É QUE APESAR DE TUDO O PS GANHA?
PASSO A EXPÔR A MINHA TEORIA! ORA CÁ VAI:

TEREI QUE SER POLÍTICAMENTE INCORRECTA E DIZER QUE DESDE O 25 DE ABRIL O POVO PORTUGUÊS PERDEU VALORES, EDUCAÇÃO E RESPEITO! OS FILHOS BATEM NOS PAIS E EXIGEM TELEMÓVEIS; OS PAIS NUNCA LERAM UM LIVRO NA VIDA.
A SEGUIR À ABRILADA VEIO VEIO ... VEIO ... VEIO ...A BALDA TOTAL, PASSAGENS ADMINISTRATIVAS, QUALQUER BURRO É DOUTOR, ETC. SÃO ESSES OS PAIS DOS MEUS ALUNOS MAL EDUCADOS,_ QUE ESTE ANO TB TENHO ALGUNS_ ,SÃO ESSES QUE ME CONSIDERAM UMA MÃE DEMASIADO EXIGENTE E AUTORITÁRIA PORQUE NÃO GOSTO QUE AS MIÚDAS ME TRATEM POR TU E AS MANDO ARRUMAR O QUARTO! _
HOJE EM DIA O QUE ESTÁ CERTO É DEIXAR AS CRIANÇAS FAZER O QUE QUEREM E MAIS NADA!
VEJO À PORTA DA ESCOLA OS PAIZINHOS ATRAVESSAREM A PASSADEIRA COM MENINOS DE 11 ANOS PELA MÃO!!
VEJO PAIZINHOS DESCOMPOREM OS PROFS SE OS MENINOS TÊM MÁS NOTAS PORQUE NÃO ESTUDAM!

FOI ISTO Q RESULTOU DO 25 DE ABRIL: O POVO FICOU COM A NOÇÃO QUE SÓ TINHA DIREITOS, E NÃO TINHA NEM TEM, DEVERES!....
POR ISSO VOTA, E VOTA MAL! PORQUE SIMPLESMENTE TEMOS UM POVO IGNORANTE!

PS: Não esquecer que só 40 e tal % das pessoas votam...porque a maioria das pessoas já não acredita nesTa “coisa” a que chamam democracia!

_( E já agora não adoeçam porque as comparticipações para exames médicos vão descer!)._
AFINAL ONDE ESTÁ A VERDADEIRA NOBREZA DESTE PAÍS TÃO EXALTADA NO HINO NACIONAL? NA "GENEA" À PROCURA DOS ANTEPASSSADOS??.......


iSABEL

sábado, 18 de setembro de 2010

package (exterior) e o conteúdo (interior)".


Aproveitei o comentário de um amigo para dar título a esta nota.

Tenho o direito de opinar e os outros de me contrariar,_obviamente_ ,desde que o façam de uma maneira civilizada e educada. E é isso que hoje aqui vou fazer: opinar.



Hoje em dia, como diz Bento XVI, as pessoas vivem o relativismo de uma forma doentia.

Vivem para a imagem, para as aparências, para o que a sociedade pensa ou deixa de pensar delas.

Fiquei chocada quando um amigo meu que estava a a começar a gostar de uma modelo lhe fala em amor e ela responde que só queria sexo. E Fico chocada porque Deus nos criou, como dizia Descartes na dualidade Corpo/Alma.

Um é indissociável da Outra.

Fico chocada quando as pessoas fazem empréstimos bancários para fazer plásticas, aumentar o rabo e as mamas_ esqueceram-se que Deus nos criou mamíferos, e nos deu "maminhas" para alimentar as crias e não para enfeitar.

Fico chocada quando tiram gordura do rabo e a colocam na cara: devem ficar com cara de cu! (No mínimo).

Fico chocada quando o botox tira a expressividade às pessoas.

Fico chocada quando as mulheres pedem cesarianas, para não alargar o canal vaginal pelo parto_ esquecem-se que Deus nos criou com ELASTICIDADE!...

Fico chocada quando as mulheres recusam amamentar os filhos porque lhes estraga o peito!! Grande falsidade!! Amamentar, além de ser saudável para o filho ajuda-nos a emagrecer e a recuperar a boa forma.



Fico chocada quando as pessoas, na sua maioria homens, contam belas histórias de amor e paixão quando só querem sexo: são mentirosos e incoerentes e tiram a hipótese de quem neles acredita, escolher.

Costumo dizer aos meus alunos, quando dou o sistema reprodutor, que fazer amor/sexo, não é como comer um bife com batatas fritas: o bife está morto e as batatas não se manifestam; o "outro", tem Alma, é um ser Humano, merece respeito, não é uma refeição. Chamo a isso canibalismo sexual.



Que me interessa ter uma pele esticada, se, cá dentro de mim , as células continuam a envelhecer, os telómeros a perder capacidades e a morte se aproxima sem retardar a velocidade??....

Fico chocadíssima quando mulheres fazem abortos porque "não lhes dá jeito ter um filho" naquela altura da vida. Então o que é um filho? Um pedaço de carne delas?...

Não, não é! É um ser Humano em potencial com todo o ADN que lhe dará a cor dos olhos e do cabelo, a maneira de estar, ser e pensar.

Fico chocada quando se retira a palavra AMOr do vocabulário: ele , o verdadeiro Amor é o sentimento mais sublime que existe. POdemos estar doentes ou sem dinheiro, mas se tivermos Amor, ultrapassaremos todas as dificuldades mais facilmente.



A verdade, é que todos vamos morrer: não se fala na Morte porque é tabu, mas Ela é a passagem mais certa que teremos que enfrentar. Não se engana o Tempo. Não se engana a Natureza.



Meus amigos: Amem.

Aceitem-se.

Não mintam.

Não enganem.

Vivam sem medo.

Ajudem os outros.





PS: Quanto aos ateus: Não se pode provar que Deus existe, mas ainda ninguém provou que Ele não existe!

Obrigada por me lerem



Isabel

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

POSFACIO ao livro de António Feio, por Dr. Nuno Gil


" O António reisistiu um ano e meio à doença e eu acho que isso teve a ver com a sua atitude. Às vezes penso que os tratamentos não valem nada. (...) Há doentes que se sentem mais felizes depois de descobrirem a doença, o que parece paradoxal. No caso do António, isso foi mais do que óbvio. Ainda antes de ontem, apesar dele já não se conseguir expressar muito bem, quando percebeu que eu estava presente esboçou aquele sorriso muito bonito que ele tinha sempre, ou seja, estava com um sorriso de paz e isso é um grande paradoxo. Como é que no meio disto tudo se consegue descobrira paz e a serenidade?! (...) A primeira coisa que é preciso fazer, e foi o que o António fez, é aceitar com serenidade a realidade da morte. Aceitar que não somos imortais, pelo menos na vida terrena. Ele deu essse primeiro passo e a partir daí foi tudo ganhos e provavelmente esta ano e meio pode ter sido provavelmente , o período mais feliz da vida dele. A primeira coisa que o António fez para atingir essa serenidade foi aceitar com calma e delicadeza a realidade da morte. E isso é o que a sociedade não nos ensina, aliás, combate. (...) Ele é um enorme exemplo para todos nós. Tenho por ele uma admiração muito grande (....)

Percebi que aquilo de melhor que posso dar em Medicina não tem nada a ver com estetoscópios, com escolher químicos, nada disso, mas sim com a solidariedade humana, a amizade. Este é um processo que tenho vindo a desenvolver comigo mesmo. Por isso é que choro muito, por isso é que tenho vontade de desistir, por isso é que as dúvidas são cada vez maiores, por isso é que isto é um rebuliço interior. Esta profissão tem um lado terrivelmente emocional. Mas eu não me importo de chorar, a sociedade tirou-nos esse direito, mas eu reclamo esse direito . Os doentes fazem parte da minha vida, são a minha vida, são eles que me têm ensinado a saber como cuidade deles. A parte técnica qualquer um com o mínimo de preparação pode fazer. Como diz uma máxima dos cuidados paliativos: " Os que estão a morrer ensinam-nos a viver". Foi o que o António fez.... Hoje é um dia difícil"



In revista LUX nº 539



(Homenagem à Vida...à Ciência.... Ao António...Aos que perdemos...E....Um grito de revolta contra o último tabu do sec. XXI: a morte.)

quarta-feira, 1 de setembro de 2010

Eu "é mais bolos".....e Touradas:)


Quando acabei o curso, o meu pai disse-me algo que nunca mais esqueci: “ Tu não sabes nada!! A única coisa que conheces é os livros que hás-de consultar para encontrar aquilo que precisas!!”

E tinha toda a razão!! …Quer dizer, naquele tempo ainda nem havia internet!!:))

Isto para dizer o quê: que há pessoas que se arrogam de uma sabedoria que me deixa desconcertada_ “elas” são especialistas em política, economia, medicina, veterinária, zootecnia, história..Eu sei lá!!!

Eu cá para mim estou à vontade na zootecnia, agronomia, alguma coisa de veterinária, Biologia e Geologia_ obviamente _, e alguma Física e química.

Se me puserem a falar de Direito ou Gestão de empresas…”meto água” de certeza..Como tal, prefiro ouvir e aprender… e adoro aprender!! E não me chateia nada dizer: “eu não sabia isto!”

Tive a imensíssima sorte de ter nascido numa família culta, com muitos livros em casa e de me ter cruzado, ao longo da vida, com pessoas extremamente cultas que me ensinaram imenso: desde Arte plástica, Música, etc, etc…..

Lamento ainda hoje, não ter seguido os conselhos da minha mãe e ter algumas lacunas literárias: devia ter lido o “Retrato de Dorian Gray”, a “Montanha Mágica” do Thomas Man e o “Guerra e Paz” do Tolstoi…Mas os livros eram tão grandes, tão grandes e tão antigos que me assustaram…..Pode ser que um dia ganhe coragem. Os livros lá continuam em casa do meu paiJ

Aqui no FB tenho aprendido imenso com imensas pessoas:..Desde teorias sobre vidas paralelas, o “Universo de Cordas”…Os genes característicos de alguns povos, Política, ….etc ,etc….

Para me pronunciar sobre esses assuntos, procuro ler primeiro….e falar depois…embora esteja ciente da minha terrível impulsividade.

Mas este texto todo, porquê??

Ora bem: ontem apareceu uma senhora, numa das minhas páginas, dizendo que é completamente contra as toiradas, e que no matadouro os animais têm uma morte digna, assistida por um veterinário!!!!!.......

É óbvio que infelizmente me desatei a rir que nem uma perdida…e lá perdi algum tempo a explicar à senhora que:

1.Só a deslocação de camião para o matadouro, com os animais empilhados, é de tal modo stressante, que muitas vezes são admnistrados ansiolíticos, principalmente aos suínos_ para que não morram de enfarte na viagem.
2.Os toiros bravos têm uma vida média de 5 anos, enquanto uma raça de corte, (para comer), é de mais ou menos um ano. Um charolês aos 7 meses pesa 700 kgs se não levar anabolizantes como o Clembuterol (proibidíssimo e mais caro que 1 grama de cocaína). Logo, um novilho de corte, vai para o matadouro depois de 1 ano de vida amarrado a uma mangedoura onde a única distracção é COMER.
3.As vacas de leite nunca conhecem os filhos que parem anualmente: assim que nascem são-lhe retirados_ dão-lhe o colostro_ e depois são alimentados com leite artificial… para que nós possamos beber o leitinho de vaca que os meninos de Lisboa acham que “nasce” nos pacotes.
4.Os galináceos criados em regime intensivo, levam os bicos cortados para não se picarem (devido ao stress do excesso de população), e levam quantidades infindas de antibióticos para não propagarem doenças infecto-contagiosas.
5.No matadouro, os animais permanecem no mínimo 24 horas sem comer (para esvaziar o aparelho digestivo), _ o que é uma autêntica tortura para os ruminantes, que comem constantemente.
6.Vão em fila para a linha de abate, pressentem a morte e vêem o sangue dos “irmãos” a escorrer-lhe pelo chão.
7.São mortos com uma faca na jugular presos de cabeça para baixo, e ainda a mexer já lhes estão a injectar ar comprimido nas articulações para separar a pele do músculo.
8. O veterinário e o zootécnico estão lá, pois estão!! Sabem para quê?? Para verificar se os animais estão em condições de servir para consumo humano.
9.NÃO!! NO MATADOURO OS ANIMAIS NÃO LEVAM ANESTESIA!


Finalmente resta-me dizer que se fosse bovino, preferiria ser de raça brava porque pelo menos teria 5 anos de vida regalada no campo, em liberdade até chegar à “temível” praça de toiros!!

Por isso meus amigos: se estiver aqui algum zootécnico ou veterinário, que me queira corrigir, agradeço.

Se isso não se verificar, solicito às pessoas que se informem antes de falar sobre aquilo que não conhecem, não viram nem viveram!...Ou um dia perco a paciência e mando-os…..pastar,(na mangedoura que é mais aborrecido))

Boa noite!!!;)

sexta-feira, 27 de agosto de 2010

Não tenho pachorra!!!!!!...


Não tenho pachorra para intriguices , fofoquices e diz _que_ “disses”;

Não tenho pachorra para bigodes monárquicos só para “armar”, secados a secador, com laca;

Não tenho pachorra para betos, queques, dreads e skin-heads;

Não tenho pachorra para música pimba;

Não tenho pachorra para machistas, revivalistas, marialvas de pacotilha;

Não tenho pachorra para o Governo, deputados, secretários de estado e administradores de empresas “públicas”;

Não tenho pachorra para quem nunca deu aulas e passa o tempo a dizer mal dos professores;

Não tenho pachorra para telefonemas de “chacha” a quererem vender frigoríficos a esquimós;

Não tenho pachorra para os “anti-touradas” que comem carne;

Não tenho pachorras para telenovelas;

Não tenho pachorra para conversa de “chacha”;

Não tenho pachorra para homens quarentões à procura de “mamãs”;

Não tenho pachorra para novos-ricos;

Não tenho pachorra para "snobes";

Não tenho pachorra para meninas que aparecem nas revistas e que são conhecidas só porque são conhecidas e aparecem para alambazar o rissol e o champanhe francês;

Não tenho pachorra para quem não lê um livro, não conhece uma poesia, nunca ouviu falar em boa música;

Não tenho pachorra para os que me corrigem, quando estou a pensar, e começo a frase, com o Vocativo “pá”;

Não tenho pachorra para os homens que não se levantam quando cumprimentam uma senhora;

Não tenho pachorra para os marxistas-leninistas-bloquistas, “esquerdistas caviar”_(que quando vêem um pobre na rua viram a cara);

Não tenho pachorra para melgas, mosquitos e outros quesitos;

Não tenho pachorra para os miúdos e homens e raparigas, que não se levantam e dão o lugar a idosos e deficientes;

Não tenho pachorra para ensinar a um homem que é ele que deve servir o vinho à mesa;

Não tenho pachorra para os xicos-espertos que acham que Portugal é Lisboa e o resto, paisagem;

Não tenho pachorra para os condutores enfurecidos que me querem ultrapassar em traços contínuos;

Não tenho pachorra para os que andam de Ferrari embora lhes chova em casa;…E…E…E….

Pronto…

Posto isto, não tenho pachorra para muita coisa, e, das duas uma, ou estou velha e senil ou…ESTOU MESMO SEM PACHORRA!.



iSABEL

quarta-feira, 18 de agosto de 2010

EU????


Eu!...Sou????? .....



Tenho momentos de desânimo que em que me apetece mandar tudo às "malvas".

Perdi pessoas que amei, e só me consola sentir que elas continuam vivas no meu coração.

Perdi um casamento com que sempre sonhei, e criei 2 filhas de que me orgulho pela sua inteligência intelectual e principalmente emocional.

Aturei namorados cheios de complicações naquelas cabeças doentes, que se aproximaram de mim, convencidos de que era psiquiatra;

Estive ao lado dos meus amigos sempre que precisaram: nunca disse um "não", mesmo que com isso prejudicasse a minha vida.

Mas...Também sou um osso duro de roer: quando me magoam não há segundas oportunidades para ninguém _ nesse aspecto sou pouco Cristã: Ainda não aprendi a dar a "outra face".

Já ouvi dizer muitas vezes que era a Mulher ideal...Mas se calhar "tão ideal" que não tiveram coragem de me "agarrar".

Fugi, sempre que percebi que algum relacionamento me traria mais problemas que alegrias: e já fui apelidada de egoísta por isso mesmo.

Agora chega: descobri quem sou.

Uma mulher Forte, que sabe o que quer e para onde vai, com capacidade de lutar pelos ideais em que acredita, contra tudo e contra todos.

Olho para o espelho e em vez de ver uma parvinha, vou começar a ver uma mulher forte, de nariz empinado.

Não sou perfeita, longe de mim tal presunção.

Mas sei o que valho.

Haja o que houver, não vão ser as desilusões dos pseudo-amigos ou pseudo-pretendentes que me vão fazer "ajoelhar".

Sou um cavalo que não gosta de esporas nem de serrilhão no nariz, e menos ainda de freio de "cachimbo".

Com calma, sem que nada nem ninguém ponha em causa a minha sanidade mental, sou um doce.

Com brutalidade, sou inacessível.

Não gosto de sofrer: azar, nem todos são masoquistas.

Hoje, olho-me nos espelhos e gosto de mim.

E gosto, porque sou Forte e nada me derrubará.

Como diz na Bíblia: " a quem tem Deus, nada lhe faltará".

E aqui fica este depoimento: quem gostar, gosta, quem não gostar tem bom remédio: a tecla "delete" ou o afastamento.

Obrigada...E não digam que não avisei.

Beijo.

Isabel.

sexta-feira, 6 de agosto de 2010

Era de Aquário


Era de Aquário

Sou um ser da era de aquário: aqui empacotada no computador; embalada em telemóveis e ipod’s, à distância de um click das antípodas.
Sei mais depressa o que aconteceu no Japão do que o que se passa com o vizinho do lado.
Alimento-me de cerejas espanholas, uvas do Chile (irradiadas), maçãs todas iguais que sabem a farinha, frangos entupidos de antibióticos, bifes de porco e novilho encharcados de hormonas, peixes envenenados com mercúrio ou engordados em aquaculturas e até celebro o Natal com perus que atingem os 20 kgs aos 3 meses…
Vivo numa casa desinfectada, numa cidade desinfestada e bebo água fluoretada.
Visto roupas de nylons e outras substâncias sintetizadas em laboratório, uso desodorizantes e sabonetes que destroem o ozono.
Sou um ser da Era de aquário;
Ao meu lado vejo crianças a morrer de leucemia e linfomas provocados pelas radiações dos cabos de alta tensão que as rodeiam, e tumores cerebrais que crescem com a ajuda dos telemóveis.
Sou professora de crianças obesas de tantos alimentos pré-fabricados enquanto a 1000 kms de mim, morrem crianças de desnutrição, falta de água e malária.
Sou governada por seres que não conheço e que decidem a economia mundial sem perguntar opinião aos governados.
Compro gasolina a preços exorbitantes enquanto os oceanos se poluem inexoravelmente de combustíveis fósseis que os envenenam.
Sou um Ser da Era de aquário.

Isabel

domingo, 11 de julho de 2010

quinta-feira, 8 de julho de 2010

Arraiolos


ARRAIOLOS

Amo a luz daquela Vila por onde tantas vezes passei de autocarro a caminho de Évora.
Sempre que posso e tenho companhia, meto-me de moto ou de carro para aqueles lados e vou até ao Castelo acabando por almoçar num dos óptimos restaurantes da Praça principal que é espantosamente bela.
Passeio-me por aquelas ruas sossegadas com as bordadeiras de Arraiolos à porta sentadas, conversando e tecendo beleza ancestral, profunda, genuína.
Hoje li na Visão um artigo que me entristeceu profundamente:
“ A vida a andar para trás”
“ A rodoviária só passa de manhã e ao fim da tarde, algumas aldeias mal vêem o médico, agora querem tirar-lhes a escola. Correm ainda o risco de perder o tribunal e as finanças. Num par de anos, a população de todo o Concelho de Arraiolos no Alentejo, que tem séculos de História bordada à mão, pode ficar reduzida ao mínimo.”
“ Parece que nos estão a expulsar da nossa terra, - ouve-se aqui e ali - e, quando ninguém o diz, adivinham-se as palavras no olhar “Como se pode ficar cá a viver?”
Uma interrogação cheia de indignação, de despeito. “Qualquer dia de tanto esvaziar o interior, caímos todos dentro do mar.”
Quanto ao fecho das escolas, dizem: “ São razões economicistas, ninguém está preocupado com as crianças!”, repetem , enquanto riem dessa ideia moderna de os seus filhos precisarem de socialização, um vocábulo importado do urbanismo e que nada lhes diz. Enquanto se percorrem as tais estradas, e as 7 freguesias de um município com Carta de Foral desde o século XIII.(…)
“ É preciso muita imaginação para continuar a viver aqui. (…) Já reduziram no médico, nos transportes, agora nas escolas…(…) Qualquer dia temos portagem à entrada como se estivéssemos separados do resto do País” (…)
“ Às 5 da tarde, mães, pais e avós daqueles meninos, esperam por eles à entrada (da escola), como sempre. “ Veja só, nem portão tem, não precisa!, mãe do Tomás de 8 anos. (..) Aqui dispõem de internet e tudo…”
“ O CANSAÇO VAI APODERAR-SE DELES: UMA CRIANÇA DE 5 OU 6 ANOS NÃO PODE SAIR DE CASA DE MANHÃ E VOLTAR AO FIM DO DIA, É QUASE UM SOL A SOL!”
(….) Os meninos ainda não sabem que a decisão de “esses loucos de Lisboa”, como dizem os adultos – atinge de uma forma quase definitiva a própria sobrevivência das comunidades locais. Como os idosos não se deslocam, com a escola fechada, ficam ainda mais isolados. “ os pais dos miúdos tendem a ir-se embora com eles(…) Depois vão dizer que só com o que nos sobrou, também não vale a pena.”(….)
D. Miraldina, 61 anos, esta sentada num banquinho junto da porta de casa, de dedal e agulha na mão, o tapete estendido á sua frente: “ O País, a Europa, estão invadidos de tapetes chineses, (…) Já fui tapeteira mas agora só faço restauro – e nos tempos livres, que os tapetes dão pouco dinheiro” (….)
_ E depois apareceu a história da “certificação” dos tapetes, feitos em qualquer parte do País!!!_
(…)“ AQUI SÓ FIZERAM UMA COLECTIVIDADE PARA OS VELHOS E UMA CASA MORTUÁRIA. NÃO SE PENSOU NA VIDA”(…)
(…) Não queremos fazer disto um muro de lamentações, mas…” falha-lhe a voz, a querer passar-lhe uma rasteira, logo se recompõe. “ Há muito Futuro aqui - enquanto as pessoas gostarem de migas de espargos e beldroegas”.
(Excertos da revista Visão, 08/07/2010)

Eu adoro migas de espargos e beldroegas….e tapetes de Arraiolos verdadeiros, e do meu Povo português.

Isabel

PS: Foi em visita à Venezuela que o Sócrates levou tapetes falsos.
Maria João: avisa o Chavez!

sexta-feira, 2 de julho de 2010

MARIA DE LURDES RODRIGUES!!! QUE MAL TE FIZERAM OS PROFESSORES???


MARIA DE LURDES!!! QUE MAL TE FIZERAM OS PROFS??????

Depois de um dia cansativo e com muito stress, folheio a Revista Visão e encontro uma entrevista à famigerada ex ministra da educação do Sócrates, Maria de Lurdes Rodrigues.
Não me deu um AVC porque não calhou com as barbaridades proferidas por esta mulher tão mal amada e tão frustrada.
Aqui vão alguns excertos das suas palavras e a minha contestação a cada afirmação desta “senhora”.
AS TESES DA MINISTRA:
a) “O programa “novas oportunidades” foi acusado de promover o facilitismo (…). São aqueles que acreditam que só se aprende na escola – ou que só tem valor o que se aprende na escola-, que se os adultos não estudaram é porque não tinham capacidade para o fazer (…) São aqueles que também não acreditam, provavelmente não querem, que o País sofra mudanças que diminuam a desigualdade entre os portugueses”
• Resposta:
Dr.ª Mª de Lurdes, ninguém nem nenhum professor é a favor da desigualdade. A srª tem o curso de Sociologia e eu de Zootecnia. Não somos iguais e Graças a Deus.
As novas oportunidades funcionam, como a srª muito bem sabe, desta maneira:
1) Imagine que um camionista que nem a 4ª classe concluiu, vai fazer esse curso: o que vai ele aprender?? VAI APRENDER A FAZER O SEU CV EM WORD! E é isto que lhe vai dar equivalência ao 9º ano, sem mais?
2) Que é que o tal sr. Camionista aprendeu de História de Portugal, de Biologia ou de Português???....
Absolutamente nada! E eu sei do que falo porque ajudei uma antiga empregada minha, a fazer as tais novas oportunidades! O trabalho tinha erros de português que até assustavam. Eu corrigi-os e dei-lhe algumas sugestões. Passados uns dias, diz-me a minha ex empregada:_ “ Oh Dona Isabel, agora que já “fiz o 9º ano em 3 meses, vou fazer o 12º ano em 6 meses!”._
É isto que se chama IGUALDADE??
Então, por essa ordem de ideias, eu também poderei ser camionista ou médica porque, 2º o meu CV e percurso de Vida, tenho “ EQUIVALÊNCIA”!!!
Boa????
Não, Dona MILU!! Nem todos temos que saber de História ou Biologia! Somos todos diferentes e cada um de nós têm as suas competências!!
Obrigar as pessoas a fazer o 9º ano à força, CONTRARIANDO tudo o que o Ensino É e compreende, é, no mínimo, FALSIFICAR DIPLOMAS!!!!
Eu preciso de um bom canalizador ou de um bom electricista. Interessa-me que ele saiba O QUE FAZ! Estou-me a borrifar para o seu grau de escolaridade, minha senhora!
Não os desrespeito DE MODO ALGUM!
Se certas pessoas não estudaram, pode ter sido por escolha delas ou consequências da vida! Cada um, é o que é e o que sabe e faz!
Não é por eu contratar um canalizador com o 9º ano das Novas oportunidades que vou ficar melhor servida!!
E não!! Não sou snob!! Tenho amigos de todos os estratos sociais e com todo o tipo de estudos!! O meu ex marido não acabou o 12º ano. Agora que fez o Curso de Mestre de Equitação é considerado DOUTOR!...Ah, e uma inconfidência: já namorei com um electricista e nunca isso me impediu de ser mais ou menos feliz…apesar de por vezes ficar admirada com os erros de Língua Portuguesa que ele cometia nas sms’s.
Se a senhora se incomoda tanto com as diferenças sociais, em vez de mandar as pessoas 3 meses para o Liceu escrever o seu Curriculum Vitae, porque não lhes dá logo o grau de doutor ou engenheiro??
Não me importo nada de tratar alguém por “Senhor Doutor Serralheiro”!

b) Segundo a srª ex ministra, em 2005, o absentismo dos professores rondava os 10%!! _(Korrori!)
(…) clarificou-se que as horas de redução de componente lectiva(…) passavam a ser consideradas horas de trabalho para a escola(…)

• Resposta:
A profissão de professor é das mais desgastantes que há: basta consultar qualquer manual ou estatística, para perceber que é das profissões com mais doentes do foro psicológico, (stress, fobias, depressão, etc).
V.ª Ex.a, obrigou-nos a ficar HORAS SEM FIM NA ESCOLA, PARA:
_ Substituir colegas que faltam: sim, eu dei muitas aulas de Educação Física e de História!! (Espantoso como nós profs somos polivalentes)! É óptimo ir dar uma substituição a alunos que não nos conhecem de lado nenhum e vice-versa, que estão ali contrariados porque queriam “aproveitar o feriado” para conviver, ir ao bar, jogar berlindes, whatever.
Quando não há substituições nem alunos mal comportados, (expulsos da aula), PARA TOMAR CONTA…Ficamos por ali no Facebook ou na net!! Não seria mais útil ir a casa tratar Dos “nossos”, principalmente dos idosos que acima de tudo são A NOSSA FAMÍLIA?
Pois, o ano passado as minhas tardes de 2ª feira eram 3 horas na escola, sem nada de útil para fazer!! Sim, porque corrigir testes e etc, fazemo-lo melhor em casa COMO SEMPRE O FIZEMOS!
E os colegas que são de longe e só vêem os filhos ao fim de semana??? Acha que é útil estar na escola a “fazer tempo”???
Ou QUER QUE VAMOS LIMPAR CASAS DE BANHO?.... (Nada que me assuste pois eu já limpo as minhas!). Mas quer que tiremos emprego aos funcionários?

c) “ As altas taxas de retenção no ensino básico demonstravam a permanência no nosso sistema educativo de uma prática desprovida, regra geral, de efeitos pedagógicos para os alunos(…)
Uma escola que retêm o aluno múltiplas vezes tem, aos olhos deste, pouco para lhe dar para além da repetida sanção de “chumbo” e do rótulo oficial de excluído”.

• RESPOSTA!!
Tem nisso toda a razão senhora Ministra!!
Nós chumbamos os alunos porque nos apetece!!
Eles, coitadinhos, até estudam tanto!
Que é que interessa que um aluno diga “ópois” em vez de “depois”, ou afirme que o quadrado do menos 3 é 6???...
Não interessa nada!!!
Não interessa que toda a gente saiba que a grande maioria dos alunos que saem hoje da escola sofrem de iliteracia funcional!
Ou seja, sabem juntar as letras, mas não percebem o que diabo estão a ler!
É por isso que na minha escola há turmas de etnia cigana que estão no 6º ano sem saber SEQUER LER. OU SEJA, JUNTAR AS LETRAS!

É A CULTURA DO FACILITISMO SRª MINISTRA! COMO QUER TER BONS TRABALHADORES, SE TUDO LHES É DADO DE MÃO BEIJADA SEM NUNCA TEREM PERCEBIDO QUE É PRECISO ESFORÇO PARA, PELO MENOS, ESTAR VIVO????

Sabe uma coisa, ex ministra: quando os alunos me dizem: “Ah…. Mas eu vou ter que estudar isto??? É difícil e chato!!...” _ EU SÓ LHES RESPONDO: MAS QUEM É QUE LHE DISSE A SI, MEU CARO ALUNO, QUE A VIDA ERA FÁCIL?

Termino dizendo que para si a vida tem sido particularmente fácil pois mal saiu do Ministério, não teve que ir a centro de emprego nenhum! O Sócrates arranjou-lhe logo um brutal “tacho”!!!

PS: vou publicar isto no meu BLOG, vou enviar para a revista Visão, e aguardo, calmamente que a senhora dona, doutora, engenheira, o raio que a parta me venha DESPEDIR!

Isabel Maria Serras dos Santos Quelhas Ribeiro.
(Licenciada pela Nobre Universidade de Évora, tendo defendido TESE de licenciatura, efectuado diversos cursos de Formação Profissional e realizado a profissionalização em serviço no ano de 2000.).
Professora efectiva da EB, 23 de Coruche, aguardo o Vosso despedimento ou um processo.

Isabel

sábado, 26 de junho de 2010

COLECTÂNEA MINHA.... (muito útil para as controversas aulas de educação sexual)


COLECTÂNEA MINHA
(Sobre o AMOR_ muito útil para as controversas aulas de educação sexual nas escolas)

“ Imagine a pior dor física que já sentiu. Multiplique por dez e retire o conhecimento da causa. Talvez assim consiga perceber melhor a dor da depressão.” _ Andrew Slaby. Psiquiatra.
“ Estar triste é um direito e um momento importantíssimo de organização mental. Os pais não devem reagir logo com inquietação à tristeza e confundi-la com depressão. A DEPRESSÃO É UMA TRISTEZA DOENTE”(….)
“ Existe a depressão reactiva a uma situação de stress e a depressão clínica que é uma doença com características endógenas” _ António Maia, psicólogo clínico.
“ Estar deprimido aumenta o risco de suicídio de 11 a 27 vezes, mais do que a relação entre fumar e ter cancro do pulmão” – Ricardo Gusmão, prof. de psiquiatria na UNL.
E… Puxando a brasa à minha sardinha: “ Os professores estão assim mais atentos a sinais como: tristeza, introversão, insucesso escolar ou alteração brusca de comportamentos. (…) À escola cabe perceber melhor quais os sinais associados à depressão, sinalizar os casos e canalizar estes alunos se necessário, para um nível seguinte de intervenção.” _Patrícia Albergaria, professora.
Helena Marujo, especialista na área da psicologia positiva lembra a importância do optimismo nestes contextos: “ Em vários estudos científicos, concluiu-se que o optimismo é preventivo da depressão em crianças e jovens. Hoje sabemos que isso se treina, se desenvolve, se potencia em várias etapas do ciclo da vida…..” E destaca outros aspectos que podem funcionar como potenciais protectores para os adolescentes: “ Saberem quais são as suas melhores forças e virtudes pessoais e terem áreas em q as possam colocar em acção; saberem como construir emoções positivas diárias; terem vidas onde haja lugar para a Espiritualidade, para um propósito maior que o próprio umbigo e para a contribuição para o bem comum (que lhes dê uma visão de vida e do bem estar pessoal que não seja limitada, egoísta, competitiva ou hiper-crítica dos outros).
Corremos o risco de ter uma geração que aprendeu connosco a infelicidade e a quem não demos alternativa de procurar outros caminhos. A gratidão, a generosidade, o perdão, a atenção ao bom, ao belo e ao bem, que (também) alimenta as nossas vidas e está presente em cada esquina da existência, podem hoje ser uma forma preciosa de treinar um olhar feliz e confiante face ao futuro que é deles”.
_ Talvez o interesse destes textos tenha a ver com a constatação de que em 2020, a depressão será a 2ª causa de incapacidade global, superada apenas pelas doenças cardíacas. (OMS)._
Não resisti a copiá-los porque como mãe e professora, os considero….de uma importância ILIMITADA e PREMENTE.

E finalmente, o meu querido Eduardo Sá: um Poeta da Psicologia!!! _ e um dos meus favoritos!!

Educação para o amor (por Eduardo Sá).

Se as pessoas são mal-educadas para a boa educação e para a sexualidade como podem ser felizes?
1. Aquilo a que foi chamado boa educação tem-nos estragado devagarinho. Em primeiro lugar a esmagadora maioria das pessoas foi mal-educada para os sentimentos.
Porque lhes disseram que há sentimentos bons e sentimentos maus, como se uns fossem toleráveis e os outros interditos.(…)
Todos os sentimentos, pareçam recomendáveis ou maus, são bons. Assim nos sirvam para nos aproximarmos de quem nos lê por dentro, e com eles percebermos que só a obscuridade que se atribui ao que sentimos é uma dor que perdura. E dor sem remissão é maldade. Os sentimentos tornam-se maus, quando através deles, descobrimos, muito depressa, que as pessoas com quem imaginávamos contar para lhe pormos legendas (e nelas encontrarmos entendimento para nós) se transformam em forças de bloqueio para o nosso coração.
QUANDO SE EXPRESSA, A AGRESSIVIDADE, LIGA-NOS A QUEM NOS LÊ. TORNA-SE LÚDICA, PRÓ –ACTIVA. E ÉTICA. E SÓ ASSIM APRENDEMOS A SER AGRESSIVOS COM MANEIRAS.
Todos os sentimentos que nos desencontram de quem nos ama são maus. E até o amor, se desacerta de quem amamos, magoa, e pode por isso tornar-se mau.

Em 2º lugar fomos todos mal-educados para a agressividade.
A agressividade liga o corpo ao pensamento. É tão natural quanto a sede. Injecta ira ou paixão nos nossos gestos.
Mas quando se guarda expressa-se com efeitos especiais e aos impulsos. Quando os impulsos são insuflados com fantasias de violência guardam-se mais e transformam-se em rancor. Ou “ódio de estimação”, se preferirem. E ele assusta. Porque nos torna amigos (assustados) da violência.(…)

Em 3º lugar, fomos mal educados para as palavras.
As palavras engasgam-nos os gestos quando falar devia aplainar o coração. Todos os sentimentos são bons, repito, sobretudo se forem clareados por palavras. Mas se falar em jacto dum sentimento, inquina-o com medo de não ser entendido, falar de forma encriptada, como se bastasse dizer o que sentimos mesmo que ninguém nos entenda, torna-nos amigos da solidão. Ficando por entender, os sentimentos (que são clarividência e são o que nos une) transformam-se naquilo que desliga. Isto é: sentimentos sem palavras são ressentimentos.(…..)
Porque fomos mal educados para os sentimentos, para a agressividade, para as palavras e para a imaginação, toda a cor daquilo que sentimos foi ficando pálida e tristonha. Não falamos dos sentimentos. Não dizemos “não” nem nos zangamos sempre que é preciso. E refreamos a imaginação. Estamos mal-educados para a boa educação. E, quando é assim, como se pode amar do coração até à pele? (….)
É por isso que a sexualidade não é tão natural como a sede. Apesar do desejo ser amor à primeira vista, a paixão amor à segunda vista e o encantamento um amor à terceira. Não é um impulso biológico que se esgota num orgasmo e que daí se confunda amor com prazer.
A sexualidade faz bem à saúde. Embora o erotismo não seja um lado animal que age em nós. O erotismo serve para ir ao encontro do outro do interior do outro (e do seu impacto estético na nossa vida).
A sexualidade é uma forma de conciliar – num só gesto - sensações, sentidos e sentimentos. E fazê-los em dois ritmos que se casam numa mesma cumplicidade. E numa comunhão de pessoas que se despem por dentro.
A sexualidade leva-nos da superfície do corpo ao fundo da Alma. Logo que se toca na pele toca-se dentro. Logo que se toca dentro o outro deixa de ser nosso. Deixa de ser outro. Passa a ser parte de nós.

POR TUDO ISTO:
É urgente dessexualizar a educação. Deixar de imaginar que a proximidade pega fogo e que duas pessoas, em contacto com o ar, se tornam produtos mais ou menos inflamáveis.
É urgente inabilitar todas as formas que tornam a sexualidade como uma tecnocracia para a felicidade. Quer quando se transforma a educação sexual numa burocracia isolada do afecto. Quer quando fala das disfunções sexuais à margem dos ressentimentos que se esgueiram do corpo sempre que são silenciados.
É urgente compreender que cada abraço não é um quero-te! Mascarado de ternura, e que os sentimentos não se devem guardar fora do alcance das pessoas.
É urgente desmentir que a contenção é o topo de gama da natureza humana, ao pé do qual todo o prazer deve ser castigado. O prazer é uma forma de descobrir que a minha liberdade começa onde começa a do outro.
(….)
É urgente acarinhar uma cultura do prazer. Prazer não é alívio. Prazer a qualquer preço é solidão. Prazer pelo prazer masturbação. Mas se for 1 em 2, prazer é comunhão. (….)
É urgente dizer que amar é sentir e palavrear de uma só vez. É dizer eu e tu ao mesmo tempo. É esperar que o outro saiba sempre mais de nós do que nós próprios. É conceber a diferença entre imaginar que se voa e aprender a voar.
E descobrir que um amor só é amor quando nos diz : sente-me em ti, olha por mim, fala por nós.”

(Eduardo Sá)

sábado, 19 de junho de 2010

É POR ESTAS E POR OUTRAS QUE SOU MONÁRQUICA CONVICTA!


É por estas e por outras que eu sou Monárquica e se for preciso darei a Vida por esse ideal!!!

O presidente Cavaco Silva não vem ao enterro de José Saramago e é criticado por isso. Para mim, é uma questão menor.
Para mim a questão está no Suposto Supra-partidarismo do presidente.
Que não existe nem nunca existiu.
Até os Reis de Espanha já manifestaram diversas vezes o seu pesar pela morte do escritor.
Também é verdade que o nosso Rei, Dom Duarte, disse uma vez que achou o livro “Evangelho segundo Jesus Cristo” uma “merda”. Mas pôde dizê-lo porque não estava nas funções de Chefe de Estado: disse-o enquanto pessoa normal, Cristão, magoado com as supostas ofensas do Livro_ que eu não li.
A VERDADEIRA QUESTÃO É ESTA: UM REI, ENQUANTO TAL, ENQUANTO REPRESENTANTE DE UMA NAÇÃO NÃO TEM, NEM PODE TER OPINIÕES PESSOAIS: A SUA OPINIÃO É A OPINIÃO DO POVO!
Recordo-me que Balduíno da Bélgica, sendo contra o aborto, para não ser “obrigado”a promulgar uma lei com que não concordava, ABDICOU POR UM DIA, e a lei passou no Parlamento.
Isto sim: isto é ser-se REI!
Um rei não está dependente de partidos para Representar o Estado, não precisa de campanhas publicitárias caríssimas, para ser eleito.
Um Rei, reina!! Olhando para as monarquias da Europa, digam-me só um caso de um Rei/Rainha que não seja amado pelo seu povo???
Dizem-me muitas vezes os republicanos: “ mas então é-se Rei porque se nasce filho de rei? Isso não é uma injustiça??”
E eu respondo: E você se quiser ser presidente, pode?
Tem dinheiro e apoios partidários para concorrer?
Não: nem todos podemos ser presidentes, principalmente aqueles que não têm estômago para engolir sapos no interior dos Partidos!!
Nas biografias que li do Senhor Dom Duarte, ele sempre afirmou: “O Povo esteve sempre mais perto do Rei do que a nobreza!”
Verdade!! Sem dúvida que é verdade.
Ao longo da história _ que de facto não é a minha “praia”_, pode dizer-se que os Nobres e burgueses foram na maioria das vezes inimigos dos monarcas enquanto o Povo os apoiava!!
Relembro todas as obras de caridade, que ainda hoje permanecem, criadas por Rainhas portuguesas, nomeadamente a Santa Casa da Misericórdia, a Casa Pia e muito mais !
Neste momento, na longínqua Suécia, acabou de casar a Princesa herdeira, Vitória. Com o homem escolhido e que ama. Por acaso plebeu. Por acaso professor.
(Não esquecer que hoje, qualquer pretendente ao Trono tem que fazer serviço militar seja homem ou mulher! Até a princesa Mary da Dinamarca teve de “ir à tropa” já depois de casada, só porque o seu marido um dia será Rei!)
Victória, em visita às tropas no Afganistão levou Daniel: belo passeio de namorados!!!
Este casamento, além de ter sido aprovado pela família Real, necessitou da aprovação do Parlamento. _ Afinal quem serve quem?_
Os Reis são servidos ou Servem?
A Suécia exulta: este País vai ganhar muito mais com a venda de “recuerdos” e afluência de turistas do que o Estado, que vai pagar metade do casamento, vai gastar com as cerimónias.
Os reis não se compram nem se vendem: são incorruptíveis! E quando a tentação os vence, como parece que aconteceu com o príncipe Consorte, marido da Rainha Juliana da Holanda, esta fez o seu dever, e abdicou. (agora comparem com o que se passa por estes lados…)...

Viva Vitória da Suécia e Daniel!!
Viva a Monarquia!
Viva Dom Duarte de Bragança.
Viva Portugal!

Isabel.

sexta-feira, 28 de maio de 2010

"NÃO PERGUNTES POR QUEM OS SINOS DOBRAM, ELAS DOBRAM POR TI!".. Meu País...


Um cientista Português, inventou um sistema que permite fazer análises ao sangue em 10 a 15 minutos!!!!!_ ou seja, durante uma consulta normal!! Fantástico!!...Não é???

...Somos um País que devia investir na Ciência e investe no alfasto, devia investir em psicólogos, profs do ensino especial e pessoal auxiliar para as escolas e investe em TGV's: devia investir em Jardins de infância e investe em pontes... Devia investir em Cultura...e despreza os cultos, Devia investir em tornar HUMANAS as instalações do IPO e corta verbas para a Saúde, devia investir em agricultura Biológica e importa fast food.....
Palavras para quê?
Por favor ..Digam as nossos governantes que a prioridade não é o betão, o asfalto e o casamento gay!!!
_(até pq eu tenho alguns amigos gays e nenhum se quer casar...)_
Será que adianta rezar para iluminar a cabeça destes atrasados mentais. para que percebam que qualquer dia é o pão que nos falta na mesa???
Será q adianta explicar que... ou se vai para a lista de espera, (6 meses em média), de um hospital público ou se paga 75€ no particular para o médico olhar para nós e nos ouvir?
Será preciso explicar a estes arremedos de políticos que a oftalmologia, a estomatologia e a psiquiatria são especialidades só para ricos????
Será preciso explicar as estes anormais que nós, nas escolas, trabalhamos com casos de crianças abusadas e violentadas e que não há seguimento de processos por falta de meios??

POR FAVOR, PORTUGAL!!
ACORDA!!!!!!!!!

quarta-feira, 26 de maio de 2010

Síndrome de "Burnout" ou dos fusíveis fundidos.


Burnout ou…os fusíveis fundidos…

Sempre achei que as depressões e esgotamentos eram para pessoas q se podiam dar a esse luxo.
Sempre achei, que os outros achavam, que quem deprimia era mais frágil e mais vulnerável emocionalmente.
Sempre achei que os rochedos “sobreviviam a tudo”.
Esqueci-me do papel da erosão.
Esqueci-me do cansaço.
Muitas vezes me perguntei-me se…Tendo saúde, filhos maravilhosos, EMPREGO FIXO, casa decente, amigos fantásticos, que factor poderia alterar tudo e despoletar a “depressão” ou o tal esgotamento??!!!…
Há pessoas que sobreviveram a campos de concentração, seres humanos que perderam a família toda, pessoas que têm doenças, autênticas espadas de Dâmocles sobre as suas cabeças…E sorriem!!!!….
Como pode, quem não tem nada disso …Perder o apetite ao ponto de só conseguir beber leite e sumos, sofrer de insónias ou excesso de sono, tremer constantemente, sentir palpitações e não conseguir ouvir gritos nem barulhos???
Às vezes damos por nós a acelerar a 120 numa estrada de campo e a pensar…..Que chatisse seria bater com o carro e sobreviver… Que carga de trabalhos…
Quando os filhos são pequenos, agarramo-nos imenso à vida porque achamos que eles precisam de nós…Mas quando os filhotes crescem e começam a experimentar as suas asas, já nada nos prende nem nos dificulta a partida…
E guardamos tudo em silêncio…Porque sabemos bem que há quem esteja pior que nós, e não temos o mínimo direito de nos queixar!!!
E guardamos tudo no cofre do sorriso afivelado na cara, porque sabemos que os outros já têm os seus problemas e não têm obrigação de “levar” com os nossos...
…E procuramos a consulta dos “psis”, porque a eles pagamos para ser ouvidos…..
…E ainda somos maltratados se mandados pelos médicos de família, nos dirigimos à psiquiatria dos hospitais distritais: “ a senhora não é psicopata nem esquizofrénica!! Não está aqui a fazer nada!”_ Gritam-nos!_…E passam-nos uma receita de um antidepressivo cavalar que nos põe 2 dias a dormir..e a vomitar.
Não temos o direito de entristecer porque temos tudo, para dar Graças a Deus…
….Então….O que nos falta?....

Isabel

sexta-feira, 21 de maio de 2010

caes en ferias.wmv



Estou a chegar áquela fase da vida em que estou indecisa..entre arranjar um namorado....Ou um cão!!!!:)))))

segunda-feira, 17 de maio de 2010

A Razão da Fé


IMAGEM DE DEUS
(Joseph Ratzinger)´
No ser humano,Deus entra na sua criação; o ser humano está directamente relacionado com Deus. O ser humano é chamado por Ele. As palavras de Deus no Antigo Testamento são válidas para cada ser humano individualmente considerado: "Chamo-te pelo teu nome e és meu". Cada ser humano é conhecido por Deus e amado por Ele. Cada um é querido por Deus, e é imagem sua. É precisamente nisto que consiste a unidade mais profunda e maior da humanidade - o facto de cada um de nós, cada ser humano individual, realizar -um- projecto de Deus e ter a sua origem na mesma ideia criadora de Deus. Por conseguinte, a Bíblia diz que aquele que viola um ser humano viola a propriedade de Deus (cf. Gn 9, 5). A vida humana encontra-se sob a protecção especial de Deus, porque cada ser humano - por muito humilhado ou exaltado que possa a vir a ser, doente ou a sofrer, inútil ou importante, nascido ou não nascido, com uma doença incurável ou radiante de saúde - cada um leva o sopro de Deus em si mesmo, cada um é IMAGEM DE DEUS. Esta é a razão mais profunda para a INVIOLABILIDADE da dignidade humana, sobre a qual se funda, em última análise, cada civilização.

segunda-feira, 26 de abril de 2010

NÃO DEVIA IMPORTAR-ME TANTO????....


Não devia “importar-me” tanto.

Vamos lá falar a sério um bocadinho??
Há paciência desse lado??
Ora cá vai:
_Hoje, lá arranjei coragem e fui à minha médica de família depois de acabar as aulas.
Sabia que ia “apanhá-la” nas urgências e que me arriscava a apanhar um raspanete por aparecer sem consulta marcada…Mas “marcar” para ir lá daqui a 2 meses, de facto… não valia a pena.
Andar há 3 anos a arrastar um “esgotamento” não é para qualquer um e a semana passada senti-me a chegar ao limite.
Simplesmente tinha ataques de pânico ao entrar na sala de convívio de alunos, o meu local de trabalho era o último sítio onde me apetecia estar e na verdade só me apetecia era fechar-me em casa e dormir 3 meses, qual Princesa Adormecida.
Depois de duas noites carregadas de pesadelos, (apesar da camada de ansiolíticos ao jantar), cheguei a um ponto em que o meu corpo, ou o meu cérebro esgotado, me obrigou a parar.
Não tive iniciativa para procurar um amigo/a ou sequer para ir à Igreja. Só queria ter sossego e não ver nem ouvir ninguém.
Não há pessoas insubstituíveis, eu sei, mas estou consciente que não me posso dar ao luxo de ter um “esgotamento”: tenho 2 filhas adolescentes, uma turma que vai fazer provas de aferição de Matemática e um pai solitário.
Lá arranjei forças para ir ter com os meus amigos de faculdade no sábado, para rir, para beber uns copitos…e para ir trabalhar na 2ª feira.
Fez-me bem aquele sábado no campo.
Fizeram-me bem estes dias primaveris.
Hoje lá fui, tremeliques por todos os lados, intolerante aos barulhos, com tonturas, respirei fundo e …sobrevivi.
Depois de ter exposto a situação à médica, saí de lá com umas vitaminas e um novo antidepressivo para alternar com o actual.
Ao jantar li o folheto do “recaptador de serotonina”, (paroxetina que vou alternar com a reboxetina).
Depois de ler a bula do medicamento…Fiquei com a sensação que os meus sintomas tanto podem dever-se ao estado de ansiedade que arrasto há anos, como ao oceano de serotonina em que devem estar a boiar os meus neurónios!...
Maldita indústria farmacêutica!! Não morremos do mal… matam-nos da cura.
Enfim, vamos ver.
O facto é que há pessoas que descobrem os benefícios da meditação; como eu não consigo “esvaziar o pensamento”, rezo para adormecer, Deus me perdoe mas ultimamente só consigo adormecer a rezar…
Será uma chamada de atenção?
Não sei. Sei que funciona. E sei que com a força Dele, hei-de superar estes momentos….Como diz o meu “amigo” Emídio, depois de me perdoar a mim mesma. Depois de aceitar as minhas fraquezas e fragilidades…
Mas isso é outra conversa.
Mais uma vez, contra os conselhos dos meus amigos, vi o “maldito” telejornal.
E mais uma vez me indignei: então a TV do Irão considera a RTP imoral??LOL))
Então aqueles tipos que tratam as mulheres abaixo de cão, que praticam poligamia, têm a distinta lata de nos considerar… imorais??
Apesar da minha área não ser a História,_(de todo)_, sei que não fomos exemplares nas Cruzadas. Sei até, que o lendário Ricardo Coração de Leão, foi um sanguinário do pior e que o celibato do Clero foi “imposto” por um Papa, de modo a que os bens da Igreja não se desperdiçassem nas famílias do referido Clero mas se mantivesse na Igreja…
Sim, não me repugna nada que os padres possam casar e constituir família!! Sim, não me repugna nada ver uma Mulher a celebrar uma Missa!
Católica me confesso, mas feminista e moderna me assumo.
Que eu saiba, e me contrarie quem entender, nunca Jesus Cristo disse que um sacerdote tinha que se manter celibatário…
É verdade que Ele disse que “quem não abandonasse pai e mãe para o seguir, não tinha verdadeiro Amor” ou algo parecido. Mas creio, na minha modesta interpretação que se estaria a referir ao desprendimento pelos bens terrenos que os seus verdadeiros seguidores devem ter….Assim como todos nós….
De qualquer modo…Não imagino Jesus Cristo a voltar à Terra e a instalar-se no Vaticano.
Imagino-o mais num bairro de lata ou num cenário de Guerra confortando os doentes, os feridos, os órfãos, os desvalidos deste Mundo por quem Ele Tudo fez!...
Mas voltando ao telejornal, é enervante saber que em Paris uma mulher apanhou uma multa de 22 € por conduzir de burka, (coitada, não devia ver nada), e depois descobrir-se que o marido da senhora tinha mais 3 mulheres…e apesar de nascido argelino, tinha nacionalidade francesa!!! Ora como a poligamia é ilegal em França, o homem está em maus lençóis….
Vai daí, o argelino naturalizado francês, pôs o Estado em tribunal, Estado esse que quer arranjar maneira de o devolver à procedência!!
Oh ! Por amor de Deus!! Tenham dó!
Então a jornalista portuguesa em Teerão tem que cobrir a cabeça e os Iranianos na Europa querem manter-se tapados????
Estranho Mundo este….
Ou será que sou eu que sou estranha????

Isabel

domingo, 18 de abril de 2010

Se Jesus fosse professor em POrtugal....


Naquele tempo, Jesus subiu ao monte seguido pela multidão e, sentado sobre uma grande pedra, deixou que os seus discípulos e seguidores se aproximassem. Depois, tomando a palavra, ensinou-os, dizendo:

Em verdade vos digo,

-Bem-aventurados os pobres de espírito, porque deles é o reino dos céus.

-Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque serão saciados.

-Bem-aventurados os misericordiosos, porque eles...


Pedro interrompeu:
- Temos que aprender isso de cor?
André disse:
- Temos que copiá-lo para o papiro?
Simão perguntou:
- Vamos ter teste sobre isso?
Tiago, o Menor queixou-se:
- O Tiago, o Maior está sentado à minha frente, não vejo nada!
Tiago, o Maior gritou:
- Cala-te queixinhas!
Filipe lamentou-se:
- Esqueci-me do papiro-diário.
Bartolomeu quis saber:
- Temos de tirar apontamentos?
João levantou a mão:
- Posso ir à casa de banho?
Judas Iscariotes exclamou:
(Judas Iscariotes era mesmo malvado, com retenção repetida e vindo de outro Mestre)
- Para que é que serve isto tudo?
Tomé inquietou-se:
- Há fórmulas? Vamos resolver problemas?
Judas Tadeu reclamou:


- Podemos ao menos usar o ábaco ?
Mateus queixou-se:
- Eu não entendi nada... ninguém entendeu nada!

Um dos fariseus presentes, que nunca tinha estado diante de uma multidão nem ensinado nada, tomou a palavra e dirigiu-se a Ele, dizendo:

Onde está a tua planificação?
Qual é a nomenclatura do teu plano de aula nesta intervenção didáctica mediatizada?
E a avaliação diagnóstica?
E a avaliação institucional?
Quais são as tuas expectativas de sucesso?
Tens a abordagem da área em forma globalizada, de modo a permitir o acesso à significação dos contextos, tendo em conta a bipolaridade da transmissão?
Quais são as tuas estratégias conducentes à recuperação dos conhecimentos prévios?
Respondem estes aos interesses e necessidades do grupo de modo a assegurar a significatividade do processo de ensino-aprendizagem?
Incluíste actividades integradoras com fundamento epistemológico produtivo?
E os espaços alternativos das problemáticas curriculares gerais?
Propiciaste espaços de encontro para a coordenação de acções transversais e longitudinais que fomentem os vínculos operativos e cooperativos das áreas concomitantes?
Quais são os conteúdos conceptuais, processuais e atitudinais que respondem aos fundamentos lógico, praxeológico e metodológico constituídos pelos núcleos generativos disciplinares, transdisciplinares, interdisciplinares e metadisciplinares?

Caifás, o pior de todos os fariseus, disse a Jesus:
- Quero ver as avaliações do primeiro, segundo e terceiro períodos e reservo-me o direito de, no final, aumentar as notas dos teus discípulos, para que ao Rei não lhe falhem as previsões de um ensino de qualidade e não se lhe estraguem as estatísticas do sucesso. Serás notificado em devido tempo pela via mais adequada. E vê lá se reprovas alguém! Lembra-te que ainda não és titular e não há quadros de nomeação definitiva!

... E Jesus pediu a reforma antecipada aos trinta e três anos...

sábado, 17 de abril de 2010

quarta-feira, 14 de abril de 2010

domingo, 11 de abril de 2010


Numa de viver em contra-luz lá passei eu uma semana em Londres, com algumas colegas e quase 30 alunos: Um stress de enlouquecer!! Uma média de 15 kms/ dia!!!:))....
Posso dizer que regressei deslumbrada e de Alma lavada!!
1º dia, ainda sem London Pass, do hotel a pé até à Trafalgar Square: a National Gallery é um espanto: eu por mim nem saía da 1ª sala que visitei: ver os "Girassóis" de Van Gogh ao vivo é assim quase sobrenatural!! _ pena os "putos" não acharem "piada" mas enfim, é o que temos;).
Estar sentada naquela praça e ver o Mundo passar defronte dos olhos é uma experiência única!!
Depois o Soho, os bairros mais incríveis de Londres, o metro _(undergroud como eles dizem), Torre de Londres, Saint Paul Cathedral, Buckingam Palace, com os coches reais e a exposição Victória and Albert; Madame Touseaud, Picadilly, Chelsea, British Museum...E tudo e tudo e tudo em 4 dias...Bem...Agora devia ter uma semana de ferias para descansar e...recordar!!!....
Os ingleses são....Completamente admiráveis: conduzem às avessas, descem e sobem as escadas rolantes sempre a correr _ não sei para que elas servem(???!!)_, na hora de ponta do Metro, as meninas sentadas pintam as unhas..comem, leiem livros, _ as fichas eléctricas são diferentes, a moeda é outra, as distâncias medem-se em Milhas e não em Kms....Bem...Eles são mesmo diferentes e o mais giro.... É que nãos se chateiam nada!!!!:))))
Ir a Londres é ver passar O Mundo, numa cidade!!
Teatros por todo o lado, Torre de Londres, Hard Rock Café, Fish and fries;)), indianos, paquistaneses, chineses, japoneses, burkas....E tudo e tudo e tudo!!!
Estou estoirada..Mas valeu a pena!;)

quarta-feira, 31 de março de 2010

Calvários


CALVÁRIOS

Terça-feira, a minha filha Maria contou-me que na sequência de uma visita ao Hospital de Santarém, a uma tia-avó velhinha do lado paterno, encontrou no quarto ao lado…A sua muito querida monitora do ATL, também Maria de seu nome.
Estava internada com…um cancro de pulmão. Segundo as palavras da Maria minha filha, a Maria do ATL, estava triste, muito triste , mas linda: com os olhos azuis brilhantes e as faces rosadas. Pediu à minha filha que rezasse por ela e... quando a Maria deixou cair uma lágrima ela consolou-a dizendo que não se preocupasse pois tudo iria passar….
Hoje, tinha pensado quando acabasse as reuniões da escola, ir até Santarém, ver a “tia-velhinha” _ que está inconsciente_ e de caminho, dar um beijinho à Maria monitora.
Estava eu na escola em trabalhos burocráticos quando recebo a notícia de que a Maria do ATL tinha partido.
Fiquei destroçada; depois de me recompor, telefonei às minhas filhas para tentar dar com suavidade a notícia.
A minha filha Maria ficou incrédula: _“mas como é que é possível?? Ela estava com tão bom aspecto! Mãe: tens a certeza??....”
Quando acabei os meus trabalhos escolares, dirigi-me à Igreja e lá estava o velório da Maria do ATL.
O marido, chorava como uma criança num desconsolo sem tamanho; os filhos estavam em choque. As colegas desfeitas, as mães dos meninos que a Maria ajudou a educar, revoltadas.

Na nossa cabeça ecoa sempre, perante o mistério da morte: como é possível?? Como é possível morrer-se em 3 semanas duma doença que se pensou ser uma pneumonia?
A nossa Maria do ATL teve o seu Calvário; segundo as palavras do marido, “ ela já não olhava para mim…Olhava sempre para o Céu…” _ Talvez não tivesse a coragem de dizer ao marido: “Vou deixar-te, aguenta-te!”.
Sim, acredito que seja difícil.
Como em qualquer Calvário de verdade, há sempre Pilatos. Judas e traidores.
É quase quinta-feira Santa eu sei, mas a revolta que me assola não me permite calar:
Os judeus, os Pilatos têm um nome: médicos de Coruche…E mais: têm mesmo nome próprio.
O médico da Maria do ATL ,“tratou” um cancro de pulmão com uma receita de: “beba muitos líquidos para ajudar a expectoração e se quiser vá trabalhar”. Para a Maria ter direito a bomba de ar, (também era asmática), teve que consultar um pneumologista!!
Nesta sequência de sofrimento, esteve 2 semanas em casa a sofrer com falta de ar e a ser tratada a uma pneumonia que não existia… até que se lembraram de a levar ao hospital. Onde sobreviveu 3 semanas.
Foi esse mesmo médico que deixou morrer um amigo dos meus pais com um cancro do Cólon tratando-o como “sofrendo de nervos”!
O mesmo médico que perante o diagnóstico de carcinoma da mama de uma senhora de 76 anos, que por acaso era minha mãe, friamente disse: “minha senhora, essa mama é toda para ir fora!” _ E quando eu quis reclamar, a mãe impediu dizendo: “ Oh filha, eu quero lá saber do que ele diz!! Não te preocupes, eu aguento bem!”. _E não! Não Doutor Valério: “a mama não foi toda fora”. A mãe morreu, sim, mas não precisava de o ter ouvido, percebe?
E não é só o doutor Valério!! Também há 8 anos me aconteceu ter um tumor cerebral e ser diagnosticada como sofrendo de stress pela minha médica de família! Salvei-me porque tenho uma prima médica que insistiu que fizesse um TAC e que me salvou a Vida! Hoje…. (Não sei lhe hei-de agradecer ou ralhar, minha querida Susana!!).
Também há anos, perante uma sinusite, um médico do Centro de Saúde de Coruche me receitou um antibiótico,_ por acaso caríssimo_ para uma infecção urinária que nunca tive!
Quando estou doente, agradeço, mas não vou ao Centro de Saúde!! Aquilo é um local perigoso!
Das últimas vezes que lá estive com a mãe em estado terminal, pois sem sabermos, estava com metástases no fígado, a médica de serviço disse que era uma “crise de diabetes” e a mãe só seguiu para o Hospital de Santarém, porque eu INSISTI!...

Deus é Amor, Deus é perdão.
O ser-se cristão passa pela capacidade de ver em cada ser humano sofredor, um Jesus Cristo a viver o seu Calvário e a beber o seu cálice até à última gota._ Conforme Ele fez.
“Temos que perceber que podemos perder tudo” _ Anatomia de Grey.
Pois podemos.
Mas não podemos calar eternamente a revolta de saber que há médicos com mãos manchadas de sangue inocente! Não podemos calar mais!
Por mim chega, rebentei: processem-me se quiser. Não tenho medo. Nem sequer sei o que é ter medo!
Não há médico capaz de afastar a morte quando Deus nos chama.
Eu sei que perante os mistérios da Vida e da Morte somos insignificantes!!
Mas…Há limites! Há limites para a negligência para o descuido e desumanidade!!!
Pai: perdoai-nos…Porque sabemos o que fazemos!

Isabel

segunda-feira, 29 de março de 2010

PRESUNÇÃO



Presunção.

Perdeste-a por presunção.
Pensaste que podias atirar com um “ eu penso que tu gostas mais de mim do que eu de ti”, e que ela ia ouvir e discutir e provar e reprovar.
Mas ela não fez nada disso.
Apenas te fechou a porta na cara; a porta da vida, a porta da Alma.
Reviveu em segundos todos os bons momentos e com maior nitidez ainda os maus, e fechou-te a porta.
Depois de teres rastejado atrás dela, de teres declarado os teus sentimentos vezes sem fim, julgaste que podias atirar um desafio e que ela aceitava o duelo.
Dás pena: vais ficar sozinho, agarrado ao passado nesse sofá puído, a esfumaçar as cigarrilhas do costume e a beber demais.
Vais ficar agarrado aos teus complexos, às tuas supostas “inferioridades” porque te armaste em grande.
Não és Grande: quem o é não precisa de o provar.
És um triste solitário.
Ela vingou-se do teu engano…E sabes como??
Olhando para o passado contigo e não sentindo NADA.
Nem um bocadinho de saudade.

Deus, em que não acreditas, tenha piedade de ti.

sexta-feira, 26 de março de 2010

25% dos Portugueses sofrem de perturbações mentais...E..Os outros?


25% dos Portugueses sofrem de perturbações mentais!!! Só??
Olha que grande novidade!!
Pois é! Então como se explica que o Sócrates tenha ganho 2 X as eleições?
Como se explica que o PSD se farte de “espernear” contra o PEC e ao abster-se o “deixe” ser aprovado?
Como se explica que haja tantos casos de violência doméstica e agressões a professores?
25% são os casos detectados!!
Quantas vezes nós não conseguimos explicar as atitudes dos nossos “conhecidos” senão através da grande “panca” que têm??
Como se explica que mães extremosas_ sim, tb há mulheres malucas_, deixem a casa, o marido e os filhos porque precisam de seguir o seu destino “escrito nos astros”?
Como se explica que homens com mulheres maravilhosas as maltratem e as afastem por complexos só deles_ conheço um caso de um tipo que acabou com a namorada porque tinha complexos com o tamanho reduzido do falo!! _ juro, é verdade!!
Como se explica que casamentos e namoros que correm às mil maravilhas passem de um dia para o outro a ausência de sentimentos?
Eu não sei…O que eu acho é que as estatísticas estão mal feitas e que há muito mais malucos do que aquilo que se pensa. Estes são os casos declarados. E os outros?? LOL)))

Bjs
Isabel

segunda-feira, 15 de março de 2010

SWITCH MY EMOTONS OFF!


SWITCH MY EMOTIONS OFF.

Há dias assim.
Dias em que apetece dar estalos na ministra da educação, desancar o Sócrates, o ministro das finanças, o da justiça… e a seguir…emigrar.
Há dias em que não há pachorra para a maioria das manadas de estúpidos que falam sem conhecimento de causa, em que não há “cu” que aguente tanta estupidez junta!
Pelas minhas leituras, internéticas ou não, passam comentários , causas, petições e mais uma imensidão de coisas vãs e irritantes, inócuas ou não, desgraçadamente reais e dolorosas como o suicídio de um aluno e de um professor.
Se nas mãos de um médico se encontra por vezes a vida de um doente, pelas mãos dos professores e mais ainda, pelas mãos dos pais, passa a vida e o futuro de um País.
Daqui se depreende que as coisas que vemos, ouvimos e lemos, não podem de modo algum deixar-nos indiferentes.
É verdade que a fragilidade emocional pode levar à depressão e ao suicídio. Mas também é verdade, e qualquer “psi” de meia tigela o sabe, que há depressões endógenas e exógenas!
Há depressões que insidiosamente se instalam no dia a dia do nosso trabalho, nos desmotivam, nos magoam, nos ofendem, nos fazem duvidar e até mesmo perguntar: “o que é que eu estou a fazer neste filme”?
O suicídio é o salto final de um filme que não nos agrada. Quanto a isso não tenho dúvidas.
Tenho alguns colegas de baixa por “esgotamento”. É verdade que a profissão de professor é das mais stressantes e neste momento, desmotivantes, que se pode conceber.
O facto de não podermos _ sequer_ ,pregar uma boa palmada nas mãos de um aluno que brinca com o telemóvel ou que chateia o colega enquanto leccionamos é frustrante.
Assim como é frustrante ir todos os dias para o local de trabalho sabendo que de alguma maneira, ao estabelecermos metas de sucesso estamos a perverter um sistema que deveria ser justo e isento.
Qual a razão que me obriga a “dar 75% de notas positivas” à disciplina que lecciono?
Mas a escola é alguma fábrica de rolhas?
Será que o sucesso de alunos depende exclusivamente de mim??
OK: então nesse caso, obviamente que a minha meta é 100% de sucesso ou então.. Simplesmente Não FAZ SENTIDO!!!
Fez-se a uma petição para a implementação da “falta de castigo”. A falta de castigo existe, claro! Só que a burocracia é tanta, são tantos os papeis a preencher que às vezes nem vale a pena pôr o aluno na rua!!….Até porque o mais certo,é o dito cujo, ser devolvido à procedência!!! Sim…Porque agora já não há “rua” nem os alunos “chumbam” por faltas!!
Existe sim um “gabinete de atendimento ao aluno”onde este deve permanecer quietinho a fazer uma ficha ou um trabalho indicado pelo docente que o expulsou…acompanhado por outro desgraçado docente em “tempo de escola”.
(A maioria das vezes os alunos fogem às funcionárias e acabam por não chegar ao dito gabinete.)
E quando fogem podem dar pontapés nas portas, cacifos, e chamar todos os nomes que conhecem aos profs e funcionários. E quanto a isso?.... Batatas.
Esta porcaria de sociedade está cheia de injustiças. Aquelas mesmas injustiças que se vivem nos divórcios em que quem sai de casa para ir “curtir a vida” tem todas as benesses e direitos, maiores ainda, do aquele que ficou no seu posto, criando os filhos e sacrificando a sua carreira,_ com muito gosto_, obviamente, porque não há maior Amor do que o de mãe ou pai.
Como em tudo na vida, há Homens e espécimes de raça humana.
Como em tudo na vida… há Pais e paizinhos.
PS: parece que nada, neste texto, tem a ver com nada, mas quem me conhece sabe do que falo. E não…Não andei a fumar ganzas! Antes o tivesse feito!!!..

Isabel.

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

AS IMPRECISÕES DA DR.ª CONCEIÇÃO LINO


As imprecisões da Dr.ª Conceição Lino

Hoje, grande parte do programa que Conceição Lino apresenta todas as tardes na SIC, foi dedicado ao papel no sindicato dos professores na defesa dos mesmos.
É mesmo, Conceição_ desculpe que a trate assim_ os sindicatos dos professores, existem mesmo para DEFENDER os ditos!
Uma das coisas que a Conceição com ar displicente e de gozo referiu, foi que, o sindicato “conseguiu com que se acabasse com as provas de recuperação para alunos com excesso de faltas para tirar trabalho aos professores”.
Isto, para mim, revela toda a sua falta de preparação e ignorância sobre o tema!!
Como professora há mais de 20 anos vou-lhe explicar o que é uma prova de recuperação: está preparada??
Então é assim: segundo a legislação anterior, se um aluno faltasse 3x o número de aulas/semana a uma dada disciplina,_ no caso, faltas por doença_, seria obrigado a fazer uma prova de recuperação quando voltasse às aulas. Muitos pais e alunos se se insurgiram contra esta lei pois se DE FACTO o aluno esteve doente, não iria conseguir superar a dita prova com sucesso.
2ª situação: Se um aluno, desse o dobro das faltas permitidas a dada disciplina, faltas essas, ou porque não lhe apeteceu aparecer na escola. ou porque foi viajar, seria também obrigado a fazer a tal prova de recuperação.
Ora bem, o que se passa na realidade é o seguinte: eu tenho muitos alunos de etnia cigana, para os quais a matrícula na escola não é mais que uma obrigação para que os pais possam receber o Rendimento Social de Inserção, isto é, para os quais, a escola não tem qualquer interesse nem valor e que por conseguinte, faltam consecutivamente.
Isto obrigava-nos a nós, professores, reunir de 15 em 15 dias, marcar provas de recuperação _ com dias, horas etc, a fazer matrizes da prova, a convocar o encarregado de educação e a avisar o aluno.
O que acontece na maioria dos casos depois, é que:
1. O encarregado de educação não vai à escola a não ser que “obrigado” pela “Escola Segura-GNR”.
2. O aluno continua a faltar e nem sequer comparece à prova de recuperação;
3. No final do ano, consoante a idade do “menino” ele passa de ano pois não adianta nada repetir o ano lectivo…E tudo acaba bem.
Posto isto, para que servem as provas de recuperação se não são aplicáveis??
Responda Dr.ª Conceição Lino!!
Relativamente aos alunos que faltam por doença existem outros mecanismos que sempre existiram para ajudar o aluno a superar as dificuldades: desde aulas ao domicílio até, fichas de trabalho, apontamentos fornecidos pelo professor etc…
Assim se vê, que quem fala sem saber do que fala, faz tristes figuras pois deveria informar-se melhor!! Ou o vencimento da Sic não é suficientemente aliciante??
Da mesma maneira que eu não opino em público sobre “Jornalismo”,(não é de todo a “minha praia”)_ agradecia que a Dr.ª Conceição Lino não falasse sobre “o trabalho dos professores” em público, num programa com bastante audiência dizendo DISPARATES sobre a classe docente para todo o País!
É assim que se descredibiliza uma classe profissional, pelo menos para os menos informados. _ que são muitos_.

Boa noite!

Isabel

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

BURACOS NEGROS


OS BURACOS NEGROS

Vivo a Vida como um Cavalo de narinas abertas, galopando pelos prados e sorvendo os ventos!
Às vezes encontro obstáculos, valas, lamaçais.
A vida é um “cross” e é isso que dá adrenalina e força para continuar.
Não nascemos de braços abertos, esperando que nos caiam no regaço todas as bênçãos.
Por vezes as lutas que se nos deparam, são tão duras e difíceis, que nos parecem impossíveis ultrapassar.
Neste percurso que é único e meu, tenho milhões de coisas para aprender e as pessoas que têm passado pela minha vida tem-me ensinado outros tantos milhões.
Uma das coisas que aprendi, é que, por melhor que saibamos nadar, nunca, em circunstância alguma, devemos deixar que um náufrago nos agarre.
Lancemos-lhe bóias salva-vidas mas nunca a nós mesmas. Afogar-se-ão dois em vez de se salvar um.
Uma das coisas que aprendi, é que, como diz Einstein, Energia e Matéria se transmutam sujeitos à velocidade da luz…Ou seja, nós somos Energia. Em nós, vibram biliões de quarks dentro dos protões e neutrões que nos constituem… Somos pó de Estrelas e ao pó voltaremos.
Daí o sentido de urgência: é urgente viver o melhor possível construindo à nossa volta um ambiente de paz e tranquilidade.
A minha amiga Maria João, ensinou-me imenso ao explicar-me que, tal como nas sociedades galináceas, _(verdade!!),_ nós nos dispomos em pirâmide, consoante o nosso “nível de energia” e consequentemente a vibração que emitimos.
Talvez por isso, surjam por vezes pessoas nas nossas vidas que nos levam a questionar: _“mas o que é isto?? Eu por acaso sou psiquiatra?? Porque é que só me aparecem pessoas cheias de traumas e problemas??”_.
Não, não é nada disso: todos nós somos psicólogos uns dos outros e é para isso que servem os Amigos. O que eu quero dizer é que…Temos que proteger a nossa sanidade mental e fugir a sete pés dos sorvedouros de energia, autênticos buracos negros emocionais.
Sim…Existem buracos negros no Universo, esses misteriosas espaços infinitos e inexplicáveis que absorvem toda a Luz que deles se aproxima.
São difíceis de detectar porque invisíveis: os astrónomos só sabem que existem pelos efeitos que provocam nos astros que os rodeiam.
Quem emite Luz, não se pode NUNCA , aproximar de um buraco negro.

Isabel