Visualizações de páginas no último mês

Amazon MP3 Clips

sábado, 22 de junho de 2013

PREFÁCIO

PREFÁCIO

A minha maior amiga de infância, pintora,  mas daquelas pintoras a sério, discreta e que não gosta de aparecer em revistas, disse-me várias vezes, talvez porque nos conheçamos há mais de 40 anos:

“ Isabel:escreve! Tu tens um dom! Não sejas preguiçosa! Confia em ti mesma!!Escreve um conto ou… Um romance.. Ou ensaio… Mas escreve!!!!Tu tens um dom!!”

_ Achei que ela disse isto porque gosta de mim, de algumas coisas que eu terei escrito e...que me quis dar um objectivo! Isso… Um objectivo!!!

_ No outro dia fiz um teste qualquer na net,  que me disse que eu era “CRIATIVA!_

Fiquei espantada!!! Eu?? Criativa ? Como?... Está tudo doido??....
Não sou de letras, nem de artes, nem nada dessas coisas!!
Sou das Ciências exactas, das biologias, quimicas, matemáticas!!
Foi isso que aprendi toda a vida!!
Como posso escrever um conto??....

Depois, pus-me a pensar…..Sim!…. Era giro ter um objectivo, a “goal” como dizem os britânicos.:)
Mas…Vou escrever sobre quê????
A minha auto-biografia??... Não tem interesse nenhum… Além de que acho que ainda não morri!!!
Sobre o meu trabalho? As coisas que gosto? Campo, cavalos, monarquia, Biologia????......
Não!!! Há quem escreva muito melhor sobre estes temas: os especialistas.
Talvez me apeteça escrever sobre pessoas… e eu sou uma pessoa… Portanto, a minha marca,estará aqui!!
Pessoas….

O que vejo,o que observo… O que leio, o que experiencio.
Isso: vou escrever sobre pessoas.
Hoje vou escrever sobre pessoas porque é isso que me apetece.
Há uma frase conhecidíssima que diz que  a maioria das pessoas não vive, limita-se a existir.

Concordo em absoluto.
Estou…Viva!
Mas vejo tantos mortos-vivos, zombies…por aqui, por aí, por ali….
São aqueles que são parcos em adrenalina: trabalho, casa_ casa trabalho… De vez em quando umas bebedeiras, uns copos, umas ganzas e umas “transas”.
C’est tout!
Podemos chamar a isto, Viver?...Viver com V maiúsculo???....

É impressionante como algumas pessoas não têm a mínima ideia da Graça que é... de estar vivo! Que não têm a mínima noção que o Tempo passa por elas… E elas não sentem! Não sentem NADA!

Como zombies, estão mortas e não perceberam!!!

Faço minha sas palavras do José Régio:  “AMAR OU ODIAR. Amar ou odiar: ou tudo ou nada! O meio termo é que não pode ser. A alma tem d'estar sobressaltada.”

A minha Alma  TEM de  estar sobressaltada!!! Que coisa bela!!!!! Que coisa fabulosa!!!! Mas que coisa… Esgotante!!!!.....

Tenho que sentir o coração a 200, o cérebro no vermelho a inebriar-me de adrenalina!…..
É desse cansaço,  dessa Alma sobressaltada que a maioria das pessoas têem medo.

É demasiado: como fazer bungy-jumping!!!!

Pois é!!!Pois é…. É por isso que as pessoas, confortavelmente se deixam andar entre "amores pela metade", "paixões assim-assim"….Entre uns futebois aos fins de semana e feriados, entre umas bocas ao político mais ridículo…Entre umas ganzas e “tranzas”inconsequentes.....

Não quero nada disto meu Deus!!
Eu quero tudo consequente!!!
Tenho pressa! Tenho pressa como o coelho da Alice!
A vida é uma vela que a mais leve brisa apaga!

Quero amar, odiar, ser amada, ser odiada, montar um cavalo puro-sangue, acelerar numa mota a 200,  levantar voo num dia de chuva, no meio do nevoeiro e ultrapassar as nuvens!!!!
Não quero o rame-rame do meio-termo, do amar este ou aquele “à falta de melhor”!! Quero tantas coisas que os meus neurónios tilintam como numa central telefónica, baralhando tudo e tornando a dar…e a partir!!!

Espanta-me que as pessoas não tenham a noção da perenidade e da fragilidade da vida!!Vivem como se fossem eternas,  aqui!!!!!

Vivem,formigas soldado , abelhas obreiras, cigarras, whatever!!!....

Há uma espécie de borboleta que só dura um dia. E nesse dia,  ela tem que fazer tudo!!!!
Acho que me identifico com ela!

Isabel.