Visualizações de páginas no último mês

Amazon MP3 Clips

quarta-feira, 8 de abril de 2009

De profundis

Não nasci pintora…senão pintaria o dia de hoje com cores primaveris.
Faria uma enorme tela onde as minhas emoções emaranhadas se libertariam com beleza e suavidade, dizendo tudo sem uma palavra.
Não nasci música ...para pôr o redemoinho de emoções em partituras que todos compreenderiam ao primeiro compasso.
Deus não me concedeu o dom das artes.
O que me afoga em silencio sai em redemoinhos de palavras desconexas, sem respeitar estruturas gramaticais ou outras.
Queria poder pintar o dia de hoje, num quadro que dissesse que a minha filha fez quinze anos e foi o seu primeiro aniversário sem a avó.
Queria poder exprimir em sons melodiosos a solidão e a desorientação em que a minha Alma se debate como um morcego sem radar….
Queria poder exprimir as angústias e as saudades sem ter que ouvir : “ blablabla porque há muitos piores do que tu!!”
Não AMIGOS/AS!!
Não quero nem nunca quis pena! Esse é o último sentimento a ter-se por um ser humano!
Não quero ouvir dizer aquilo que sei: que há quem esteja bem pior do que eu.
E que consolo isso me dá?
Como me posso animar sabendo que há crianças com fome e pessoas a morrer sozinhas??
EU SEI QUE SOU FORTE!! Mas até as montanhas desmoronam.
_E são os movimentos internos de placas continentais ou oceãnicas, (que ninguém vê), que as eleva e que as destroem._
Em ebulição, há dentro de mim, vulcões e falhas tectónicas que se entrecruzam.
Não sei quando virá o sismo.
Mas inexoravelmente terá que acontecer.
Isabel

3 comentários:

  1. Podem até existir muitas pessoas piores que voçê, como dizem os seus amigos. Mas o que importa são os seus problemas. O facto de saber que há situações piores não alivia os seus...
    Abraço

    ResponderEliminar
  2. Obrigada Dr.ª Lídia!!

    Eu sei que me compreende!!

    1 abraço e uma feliz Páscoa...:))

    ResponderEliminar
  3. Talvez seija positivo que o vulcão rebente...

    ResponderEliminar