Visualizações de páginas no último mês

Amazon MP3 Clips

terça-feira, 9 de outubro de 2012

Engenharia do amor


Coisas e loisas do coração.

Ponto 1: o coração tem 2 aurículas e 2 ventrículos, é composto pelo endocárdio , miocárdio e pericárdio, às vezes tem enfartes nos vasos que o irrigam…mas definitivamente, o coração não tem nada a ver com o amor! Ou melhor, tem tanto como o fígado, o estômago, as surpa-renais, etc. (Eu confesso que quando me enervo dá-me mais para sofrer do estômago do que do coração).
Siga.
2. O Amor, é para mim, mulher da lógica e das ciências,  algo definido por uma equação matemática simplicíssima:
ADMIRAÇãO+ AMIZADE + QUÍMICA!!!!
Todos estes ingredientes, são, em minha opinião,  indispensáveis para que o amor exista.
A Admiração pelo outro e a amizade são fáceis de explicar: têm a ver com a identificação no que concerne aos nossos padrões de bondade, carinho, “estar lá quando é preciso”, compreender e/ou aceitar os nossos gostos intelectuais e culturais, etc, etc…
É por isso que eu nunca seria capaz de amar um grunho machista ou um político desonesto.
Siga.
A Química já é muito mais complicadaaaaaaaaaa……… Os cientistas avançam com imensas explicações para a sua existência entre duas pessoas…ou para a falta dela;)
Uns dizem que têm a ver com o DNA (quanto mais diferente maior a química), o cheiro, o toque, a temperatura… Todas essas coisas que…simplesmente acontecem…OU não!
Mesmo a beleza entra pouco nesta equação. Aquilo que é belo para mim pode não ser para outro, Uns preferem o impressionismo, outros pintura figurativa e outros ainda,  expressionismo…..
Toda a gente conhece homens lindos casados com mulheres sem aparente beleza e mulheres apaixonadíssimas por autênticos “corcundas de Nôtre Dame”, não é verdade?;)))
Siga.
3. Continuando o meu raciocínio, não existe, ou pelo menos não faz sentido para mim, que  o amor não seja biunívoco.
Como posso gostar de alguém que não gosta de mim? Serei masoquista???
Não! Não sou de certeza!
Não perco tempo: se encontro um homem interessante e se ele não me liga, esqueço-o em 3 minutos. Consola-me pensar: “ nem sabes o que perdes!”
Posso gostar muito de alguém mas acima de tudo, gosto imenso de mim! E não me considero narcísica: apenas RACIONAL!
Nos meus tempos de adolescente tinha a capacidade de sentir profundos amores platónicos por quem não me correspondia da mesma maneira.
Concluí que isso é uma perfeita idiotice_ afinal, o tempo traz-nos sabedoria, não é?;)_.
Não vim a este mundo para sofrer: nasci para ser feliz.
E a felicidade no amor, só existe na correspondência.
Às vezes sinto-me um pouco anormal por não ser capaz de gostar de quem não gosta de mim ou por esquecer depressa quem amei e me desiludiu!!....
Estratégia de sobrevivência????
Talvez.
Pois é: mas eu sou assim.
Poemas de amores sofridos, doridos, feridos, fazem-me sorrir quando não me fazem dar umas boas gargalhadas.
4 . O Amor é a coisa mais bela que Deus criou , e neste momento mão estou a falar do amor pelos filhos, familiares e amigos , obviamente.
O amor pelos nossos filhos é algo de incomparável e indestrutível. Mesmo que eles nos tratem “abaixo de cão”.
Não tem nada a ver.
5. Posto isto, para amar e ser amada(o), é necessário encontrar a pessoa que obedeça à tal equação matemática que formulei.
Ora aí é que está o busílis da questão: basta faltar um dos itens e o polinómio está “lixado”!:)
Não perco, ou melhor, não percamos a esperança.
Até encontrar quem nos ame e seja merecedor do nosso amor, pode demorar imenso tempo. Pode até não acontecer nunca!!!
Entretanto, vamos vivendo convictos que vale mais sós do que mal… ou sofrivelmente acompanhados!:)

Isabel.