Visualizações de páginas no último mês

Amazon MP3 Clips

terça-feira, 2 de outubro de 2012

Sempre...Há histórias para contar (Mário Simões)


Hoje escolhi este trecho do livro “Há sempre…histórias para contar” do meu amigo eborense,  Mário Simões;)
“ Voltando à sedução, penso que o que é bom na relação entre o homem e a mulher é a narrativa, o jogo de sedução. Hoje a mulher está consciente daquilo que os homens querem dela, e vai daí, não está para grandes rodeios, vai directa ao assunto e pronto.
Por seu lado, o pobre homem, que resume toda a vida afectiva à pornografia, é uma presa fácil para as mulheres modernas, que não se vestem, despem-se.
Mas, atenção mulheres que eu amo tanto! Isto não é bom para ninguém. Falta o romance, falta a sedução, falta o prazer da conquista e para nós o prazer de ser conquistados, com cama, com tranquilidade, enfim, com classe. Senão, um destes dias, teremos o mesmo prazer em tocar na perna de uma mulher bonita, que têm os ginecologistas.
Mas também nós temos de ter inteligência para seduzir, temos de saber ser bons amantes, e para isso não basta ir comer um frango assado, em fato de treino, ou ir ao cinema comer pipocas, ou comprar uma flor qualquer entre o barulho ensurdecedor de uma música e uma conversa interessante com um amigo.
O segredo está em surpreendê-la, está em adivinhar o perfume que ela gosta de usar, o filme que a deslumbra, o hotel onde ela sempre desejou ir. O segredo está em estar em permanente estado de alerta para os sinais da mulher.
Mas minhas senhoras, para o rapazito estar em permanente estado de alerta, é importante não se mostrar totalmente disponível, o importante é saber usar a táctica do pescador, ir dando e tirando a linha. Por isso o vestir é importante, o conversar é importante, o olhar é determinante e até, o desabotoar imprevisto do botão da blusa é fundamental.
Pronto, como verificaram, o que escrevi não traz felicidade a ninguém, não vai modificar o mundo, no entanto ajudou-me a reflectir um pouco sobre a relação entre as pessoas, e penso que para se chegar aos cem anos como a senhora da televisão, o importante é saber seduzir a vida, e mais que isso, vivê-la com muito prazer.”
Mário Simões In “ Sempre …há histórias para contar!”  Évora, 2005