Visualizações de páginas no último mês

Amazon MP3 Clips

domingo, 30 de dezembro de 2012

OS FRACOS!

Confesso que tenho um profundo desprezo pelos “fracos”.
Não me refiro aos doentes, àqueles a quem a vida deu voltas que os virou do avesso, aos não conseguiram ou tiveram oportunidade de estudar ou ter um emprego que os realize. Não, nada disso!
Tenho um profundo desprezo pelos fracos, “tipo”, aqueles que fumam Cohiba, andam de audi descapotável, sabem muito de história de Portugal, têm profissões de sucesso, pertencem à maçonaria, são muito viajados, da Argentina à Mongólia…e Aahahahaha), nos tentam enganar parecendo pessoas fortes e interessantes omitindo passados menos claros revelando-se autênticos masoquistas, queixando-se de que não têm amor –próprio_ e que portanto nos admiram imenso porque, NÓS temos_ , acabando por confessar, estes cinquentões de barba “pouco-rija”, que, apesar de “gostarem muito de nós”, ainda pensam e estão presos a fulanas que que lhes fizeram a vida emocional em cacos!!!
Da mesma maneira que tenho um profundo desprezo por mulheres traídas, que, em nome da família prescindem de ser Mulheres para serem as melhores amigas do marido que as traiu…e que se gabam de elas nunca os terem esquecido.
Esses sim, são estes os fracos, os masoquistas que desprezo.
E acreditem, há muito “disto” em Coruche!!!!!


A vida só merece ser vivida por quem se olha ao espelho e diz: “ eu gosto de mim! Eu não permitirei jamais que alguém me magoe!”



Isabel